Plantão Esportivo
Atividade Esporte News Atividade Esporte News
Um jogo após erguer o dedo médio, Vizeu indicou o caminho para a decisão continental (foto: Leo Correa/AFP)
O Flamengo mostrou raça e venceu por 2 a 1 o colombiano Junior Barranquilla, nesta quarta-feira, no Maracanã, pela Copa Sul-Americana. Com o resultado, os rubro-negros ficaram em vantagem para o duelo de volta, na próxima semana, na Colômbia.
Os cariocas viram o Junior abrir o placar no primeiro tempo, com Teo Gutiérrez. No entanto, na etapa final, chegaram à vitória com gols de Juan e Felipe Vizeu, o mesmo atacante que havia se desentendido com o zagueiro Rhodolfo diante do Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro, e mostrado o dedo médio ao companheiro.
Os flamenguistas irão para a Colômbia em busca da classificação para a final da Copa Sul-Americana na próxima quinta-feira, podendo até empatar. Uma vitória mínima dá a vaga para o Junior Barranquilla.
O jogo – O Junior Barranquilla assustou logo com um minuto, com Chará. O atacante recebeu na área, mas chutou muito mal. O lance fez o Flamengo melhorar a marcação. Com isso, os rubro-negros passaram a pressionar os colombianos. No entanto, tinham dificuldade para criar boas chances de gol.
O Flamengo criou a sua primeira chance de abrir o placar aos dez minutos. Mancuello recebeu passe na entrada da área e chutou para o gol. A bola foi na rede pelo lado de fora e enganou a parte da torcida que estava do outro lado do estádio.
Só que o domínio flamenguista foi momentâneo. O Junior conseguiu chegar com perigo aos 16 minutos. Após falha da zaga, a bola chegou a Yoni González. O atacante finalizou, mas foi abafado pelo goleiro Diego Alves. No lance, o arqueiro sofreu uma lesão e precisou ser substituído pelo contestado Alex Muralha.
Os colombianos permaneceram melhores em campo e chegaram ao gol aos 20 minutos. Após boa troca de passes do Junior, Yoni González cruzou rasteiro para Teo Gutiérrez apenas tocar para a rede.
O revés fez o Flamengo voltar a buscar o ataque com mais intensidade. Primeiro, Mancuello arriscou de longe e levou perigo. No minuto seguinte, Vizeu aproveitou cruzamento de Éverton Ribeiro e cabeceou muito próximo do gol. Com espaço, o Junior voltou a assustar aos 33 minutos. Em contra-ataque rápido, Chará foi lançado e chutou cruzado para boa defesa de Alex Muralha.
Mesmo tendo mais posse de bola, o Flamengo seguia com dificuldade de passar pela marcação colombiana. Com isso, os rubro-negros insistiram nas bolas aéreas, sem qualquer sucesso. O Junior buscava os avanços nos contra-ataques, porém pecavam no setor ofensivo. Assim, os visitantes conseguiam segurar a vantagem até o intervalo.
No segundo tempo, os donos da casa quase empataram logo com um minuto. Após cruzamento, Éverton Ribeiro cabeceou e a bola foi muito perto do gol. A resposta do Junior veio aos quatro. Murillo cruzou da direita, mas Chará finalizou muito mal.
Depois do começo agitado, a partida voltou a ficar como na etapa inicial. O Flamengo seguia tendo mais posse de bola, mas sem objetividade. Somente aos 21 minutos, os rubro-negros chegaram com perigo. Após cobrança de escanteio, Réver cabeceou no canto, mas viu o goleiro Sebastian Viera se esticar para salvar o Junior.
Só que, aos 30 minutos, o Flamengo chegou ao empate no Maracanã. Em nova cobrança de escanteio, Juan apareceu para cabecear sem chance para Viera.
O Junior não se intimidou e quase marcou aos 32 minutos. Chará tocou para González na área. O meia chutou com força, mas parou em boa defesa de Alex Muralha. No minuto seguinte, Chará serviu a Diaz, que finalizou pela linha de fundo, muito perto do gol.
A resposta do Flamengo veio em grande estilo aos 36 minutos. Após cruzamento, Willian Arão escorou para Felipe Vizeu, que acertou belo chute de primeira, no ângulo de Viera.
Nos minutos finais, o confronto ficou aberto. O Junior assustou aos 40 minutos em chute de fora da área de Chará. Alex Muralha teve dificuldade para fazer a defesa. O Flamengo ainda buscou mais um gol, mas sem sucesso. Mesmo assim, os rubro-negros saíram de campo aplaudidos pela torcida e com a vantagem para o duelo de volta.
FICHA TÉCNICA FLAMENGO 2 X 1 JUNIOR BARRANQUILLA-COL
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ) Data: 23 de novembro de 2017, quinta-feira Horário: 21h45 (de Brasília) Árbitro: José Argote (Venezuela) Assistentes: Luis Murillo (Venezuela) e Carlos López (Venezuela) Público: 33.854 pagantes Renda: R$ 2.049.552,50 Cartões amarelos: Éverton Ribeiro (Flamengo); David Murillo (Junior Barranquilla) Gols:
FLAMENGO: Juan, aos 30 minutos do segundo tempo; Felipe Vizeu, aos 36 minutos do segundo tempo
JUNIOR BARRANQUILLA: Teo Gutiérrez, aos 20 minutos do primeiro tempo
FLAMENGO: Diego Alves (Alex Muralha), Pará, Juan, Réver e Miguel Trauco; Willian Arão, Gustavo Cuéllar e Diego; Federico Mancuello (Vinícius Júnior), Everton Ribeiro (Lucas Paquetá) e Felipe Vizeu Técnico: Reinaldo Rueda
JUNIOR: Sebastián Viera, David Murillo, Rafael Pérez, Jorge Arias e Germán Gutiérrez Henao; Rubén Pico, Víctor Cantillo, Yoni González e Henry Mier (Luis Diaz); Yimmi Chará e Teo Gutiérrez (James Sánchez) Técnico: Julio Comesaña


Fonte:Gazeta Esportiva
Fluminense perdeu um set diante da sua torcida, mas retomou o ritmo inicial (foto: Mailson Santana/Fluminense F.C)
O Fluminense somou a sua terceira vitória consecutiva na Superliga feminina de vôlei. Jogando no ginásio da Hebraica, na noite desta quinta-feira, a equipe carioca não decepcionou a sua torcida e derrotou o São Caetano por 3 sets a 1, com parciais de 25/21, 25/18, 22/25 e 25/22.
O resultado fez o Fluminense chegar aos 14 pontos na tabela, ficando na sexta posição e deixando o Pinheiros para trás. O São Caetano, que, assim como o adversário, vinha de triunfo sobre o vice-lanterna Valinhos, computa 9.
A primeira parcial teve mais equilíbrio no placar final, com as cariocas fechando em 25/21. Já no segundo set, o Tricolor das Laranjeiras foi dominante, conseguiu abrir vantagem e mantê-la até o final, marcando 25/18 e ficando perto da vitória no jogo.
Precisando conquistar o set para sobreviver, as paulistas começaram melhor no terceiro. Na metade do jogo, a vantagem era de sete pontos: 15/8. As cariocas chegaram a esboçar reação, mas as visitantes fecharam em 25/22, forçando a sequência do confronto.
No set derradeiro, porém, o Fluminense retomou o ritmo do princípio do jogo e, mesmo pressionado pelo São Caetano nos pontos finais, assegurou o resultado positivo com 25/22.
Na próxima rodada, no dia 1º de dezembro, o Flu irá a São Paulo para enfrentar o Pinheiros no Ginásio Henrique Villaboin. O São Caetano, por sua vez, jogará um dia depois, também fora de casa, contra o Brasília.


Fonte:Gazeta Esportiva
Agberto Guimarães ficou pouco mais de um ano no cargo (Foto: Saulo Cruz/Exemplus/COB)
O Comitê Olímpico do Brasil (COB) anunciou na noite desta quinta-feira a demissão de Agberto Guimarães. Assim, o ex-atleta deixa o cargo de diretor executivo de esportes da entidade.
Na função desde outubro de 2016, quando assumiu logo após os Jogos Olímpicos, o ex-corredor saiu “em comum acordo” segundo nota publicada no site do COB. Ainda conforme o texto, o órgão que rege o esporte olímpico do País passa por reestruturação.
Desde 11 de outubro, o Comitê Olímpico é presidido por Paulo Wanderley. Carlos Arthur Nuzman, ex-mandatário, preso por corrupção na escolha do Rio como sede das Olimpíadas de 2016, renunciou ao cargo.
Como atleta, Agberto Guimarães, atualmente com 60 anos, foi campeão pan-americano nos Jogos de Caracas, em 1983. Ele levou o ouro em duas provas: os 800m e os 1500m, ambos no estilo raso.
Confira a nota oficial do COB:
Agberto Guimarães não é mais Diretor Executivo de Esportes do Comitê Olímpico do Brasil, função que exercia desde outubro de 2016. Em comum acordo, e seguindo a reestruturação assumida pela nova gestão, decidimos pelo encerramento do ciclo do profissional no COB. 
Atleta olímpico, medalhista pan-americano, Agberto Guimarães tem expressiva contribuição ao Movimento Olímpico brasileiro, seja nas pistas ou na gestão.  Desejamos a ele sorte e sucesso em seus novos desafios
Comitê Olímpico do Brasil


Fonte:Gazeta Esportiva
Nadal jogou Barcelona pela primeira vez em 2003 (Foto: Josep Lago/AFP)
O espanhol Rafael Nadal tem dez títulos do ATP 500 de Barcelona, e tentará um histórico 11º troféu na cidade catalã em 2018. Nesta quinta, o torneio confirmou a presença do atual número 1 do mundo na edição da próxima temporada.
Atual bicampeão, o Touro Miúra ainda não divulgou seu calendário completo para o ano, mas já vem confirmando participação em alguns torneios. Além de Barcelona, o ATP 250 de Brisbane e o 500 de Acapulco são algumas competições que já anunciaram Nadal como uma das estrelas.
“Barcelona é um torneio muito importante no meu calendário, e sempre que pude eu joguei, desde o início da minha carreira”, destacou o Rei do Saibro, que triunfou pela primeira vez na cidade em 2005. Desde então, só não levou o troféu em 2010, 2014 e 2015.
Em 2017, quando garantiu o décimo título, Nadal teve a companhia de outros nomes importantes do circuito na competição. Andy Murray, à época número 1 do mundo, e Dominic Thiem, único homem a ganhar de Rafa no saibro neste ano, em Roma, estiveram presentes.
“Este torneio não é importante apenas no meu calendário, como também é uma competição de referência, uma das principais do ano no saibro”, enfatizou o espanhol.
Além do 500 de Barcelona, Rafa também soma dez títulos em Roland Garros e no Masters 1000 de Monte Carlo. Nenhum outro atleta soma tantas conquistas de um mesmo torneio na história da modalidade.


Fonte:Gazeta Esportiva
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia
O atual presidente do Bahia, Marcelo Sant'Ana, está perto de dar adeus ao cargo e entregá-lo a outro mandatário, porém o clube ainda é gerido por ele. Nesta quinta-feira (23), o cartola concedeu entrevista ao programa de rádio do clube e negou qualquer tipo de compra e venda de atletas enquanto estiver à frente do tricolor.
"Enquanto Marcelo Sant'Ana for presidente do Esporte Clube Bahia... Não existe mais nenhuma, zero venda de atleta. Como também não existirá nenhuma compra de atleta. A tinta da minha caneta esgotou para o tema compra e venda de atletas", disse o presidente do Bahia.
Porém, Marcelo Sant'Ana admitiu conversas com outros clubes e que tem feito até contrapropostas em meio às negociações.
"Enquanto eu estiver no mandato não acontecerá nenhuma negociação. O que pode acontecer e isso tem sim acontecido, é que alguns clubes tem procurado o Bahia para fazer ofertas de compra, de empréstimo, de parceria de direito econômico, de troca de jogadores e o que a atual diretoria tem feito? Temos escutado, temos feito contrapropostas, sempre deixando muito claro que não é um compromisso em definitivo e deixando claríssimo que nenhum documento será assinado", afirmou o cartola tricolor.
A eleições para presidente do Bahia acontecerão no dia 9 de dezembro, onde neste dia, Marcelo Sant'Ana deixará de ocupar o cargo mais alto do Esquadrão, pois decidiu não concorrer a reeleição.


Fonte:Galáticos Online
Milan tomou susto no início, mas não teve dificuldades para alcançar a vitória (Foto: Miguel Medina/AFP)
O Milan está classificado para a segunda fase da Liga Europa. Uma das favoritas ao título da competição continental, a equipe italiana recebeu o Austria Viena nesta quinta-feira, no Estádio San Siro, em jogo válido pela quinta rodada do Grupo D, e conseguiu avançar mais uma vez de fase no torneio ao vencer de virada pelo placar de 5 a 1.
Com o resultado, o Milan chegou aos 11 pontos e não pode mais sem alcançado por nenhum de seus rivais do Grupo D na última rodada. Logo na sequência vem o AEK Atenas, segundo colocado com sete pontos. Completam a chave Rijeka e Austria Viena, ambos com quatro pontos.
As duas equipes voltam a atuar pela rodada decisiva do Grupo D da Liga Europa no próximo dia 07 de dezembro, uma quinta-feira, às 16h(de Brasília). O já classificado Milan visita o Rijeka, no Stadion Rujevica. Já o Austria Viena recebe o AEK Atenas, no Franz Horr Stadium, ainda com esperanças de conseguir uma vaga na segunda fase.
O jogo – A partida começou com o Milan levemente melhor dentro de campo. No entanto, foi o Austria Viena quem saiu na frente. Aos 20 minutos, Monschein recebeu em profundidade, driblou o goleiro Donnarumma, que havia saído mal do gol, e bateu em direção à meta. Bonucci estava na trajetória da bola para fazer o corte, mas falhou feio e viu o chute fraco passar por debaixo de suas pernas, abrindo o placar para os visitantes com um gol contra.
Apesar de sair atrás em um lance com falhas individuais, o Milan não se abalou e empatou logo na sequência. Aos 27 minutos, Ricardo Rodríguez aproveitou cruzamento de Borini que atravessou toda a área e, de frente para o gol, bateu por entre as pernas do goleiro para deixar tudo igual.
A partir daí, o Milan iniciou uma pressão e apenas ampliou a vantagem. Aos 36 minutos, Ricardo Rodríguez bateu falta rasteira sem muita força. O arremate, porém, passou pela barreira e sobrou no pé de André Silva, que apenas completou para o gol e virou o placar para os rossoneros.
Ainda deu tempo para o terceiro gol antes do intervalo. Aos 42 minutos, Borini se esforçou para evitar que a bola saísse pela linha de fundo e foi recompensado com um excelente cruzamento. A bola chegou até o atacante Cutrone, que completou para a rede para ampliar a vantagem do Milan antes do intervalo.
Com boa vantagem, a equipe italiana voltou para o segundo tempo tranquila. Com isso, conseguiu construir jogadas buscando ampliar o resultado. A equipe rossonera ainda perdeu chances com Bonucci, aos três, e Musacchio, aos oito. No entanto, não demorou para fazer o quarto.
Aos 25 minutos, André Silva recebeu lançamento de Çalhanoglu dentro da área, dominou no peito e girou batendo. A bola foi fraca, mas no canto o suficiente para vencer o goleiro e alcançar mais uma vez as redes.
Com a marcação do quarto gol, o Milan diminuiu o ritmo de vez e apenas administrou o resultado. Abatido, o Austria Viena também não conseguia assustar. Com isso, ainda deu tempo para a equipe rossonera fechar a goleada. Aos 48 do segundo tempo, Cutrone recebeu de frente para o gol após linda troca de passes e apenas completou para a rede para consolidar a classificação do time italiano em grande estilo.
Outros classificados dos jogos das 18h05(de Brasília) – A rodada das 18h05(de Brasília), que fechou os jogos de quinta-feira da Liga Europa, teve outras equipes confirmando classificação para a segunda fase. No Grupo B, o Partizan venceu o Young Boys em casa pelo placar de 2 a 1 e se juntou ao líder Dínamo de Kiev como os dois times garantidos na próxima etapa da competição.
Outro a garantir classificação foi o Braga, que venceu o Hoffenheim em casa por 2 a 1 e chegou aos 10 pontos no Grupo C, sendo o primeiro classificado da chave. Ludogorets e Instanbul Basaksehir brigam pela outra vaga.
No Grupo E os dois classificados também foram definidos de forma antecipada. Atalanta e Lyon golearam seus confrontos diante de Everton e Apollon Limassol, respectivamente, e carimbaram suas vagas para a segunda fase.
Confira outros resultados dos jogos das 18h05(de Brasília) pela Liga Europa:
Grupo A
Maccabi Tel Aviv 0x2 Slavia Praga
Grupo B
Skenderbeu 3×2 Dínamo de Kiev
Partizan 2×1 Young Boys
Grupo C
Braga 3×1 Hoffenheim
Ludogorets 1×2 Istanbul Basaksehir
Grupo D
Milan 5×1 Austria Vienna
AEK Atenas 2×2 Rijeka
Grupo E
Everton 1×5 Atalanta
Lyon 4×0 Apollon Limassol
Grupo F
Sheriff Tiraspol 1×0 Fastav Zlin


Fonte:Gazeta Esportiva
Foto: Marcelo Malaquias / ECBahia
O elenco tricolor segue se preparando para enfrentar a Chapecoense no próximo domingo (26), às 18h (de Salvador), na Arena Fonte Nova, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.
Nesta quinta-feira (23), o técnico Paulo Cézar Carpegiani decidiu fechar as atividades e montar o time que deve iniciar o duelo que vale vaga para a Copa Sul-Americana e também manter vivo o sonho de se classificar para a Libertadores de 2018.
O treinador contará com o retorno do volante Renê Júnior, que retorna de suspensão e inicia o duelo como titular. Em contrapartida, Lucas Fonseca e Juninho desfalcam o Bahia. O zagueiro está na fase de transição e dificilmente terá condições de jogo no domingo. Já o volante, sofreu um estiramento muscular na coxa e foi vetado.
O elenco tricolor volta a treina nesta sexta-feira, às 15h, no Fazendão.


Fonte:Gazeta Esportiva
Itália estaria cotada para a vaga do Peru (Foto: Miguel MEDINA/AFP)
Segundo o jornal peruano Libero, a seleção do Peru corre o risco de ser excluída da Copa do Mundo da Rússia em 2018. Com isso, seleções que fracassaram nas eliminatórias seriam as substitutas naturais.
O atual campeão da Copa América Chile (10ª posição) e a tetracampeã Itália (14ª) são as equipes de posição mais alta no ranking da Fifa que não se classificaram para a Copa e seriam beneficiadas pela exclusão do Peru.
A exclusão pode ocorrer se o projeto apresentado pela congressista peruana Paloma Noceda, que limitaria a autonomia da Federação Peruana de Futebol, for aprovado.
A Fifa não permite interferência de governos nas federações filiadas. Portanto, aquelas que não cumprirem essa exigência estão sujeitas a uma suspensão ou exclusão de competições organizadas pela entidade, o que se encaixa no atual momento do Peru.
A congressista Paloma Noceda nega que seu projeto tornará a Federação Peruana um órgão do governo, dizendo que se trata apenas de fiscalização da Federação por parte do IPD (Instituto Peruano do Esporte).


Fonte:Gazeta Esportiva
Copyright © 2012-2017 Atividade Esporte News