Plantão Esportivo
Loading...

F1

Na noite desta quinta-feira após jogo da seleção brasileira venceu Uruguai,o presidente do Bahia criticou a globo nas rede socias com jogo as 20hs tv aberta.#Brasil goleia Uruguai com jogo às 20h, na TV aberta. Maravilha!


 
Maraca deve ter situação definida nos próximos dias (Foto: Fernando Bueno/ Divulgação)

Grupo Lagardère, que é apoiado pelo Fluminense, e pretende iniciar conversas com Vasco e Botafogo, vai assumir a administração do Maraca

 Com isso, caso o negócio se concretize, os franceses vão assumir o pagamento de aproximadamente R$18 milhões referentes a parcelas da licença que estão atrasadas pela Odebrecht. O fato, inclusive, fez com que a GL Events e a CSM, que também pleiteavam a concessão, desistissem de avançar nas tratativas.

Dessa maneira, a Lagardère deve manter o contrato atual com o Fluminense, e também pode iniciar conversas com Vasco e Botafogo para mandarem jogos no Maraca. Já a diretoria do Flamengo mantém a posição de não negociar com os franceses e até emitiu nota apoiando a postura da GL e da CSM.

O Flamengo entende a decisão da GL e da CSM de desistir do processo de concorrência para assumir o contrato de concessão do Maracanã e compartilha os argumentos apresentados pelas referidas empresas (…) O Flamengo reforça mais uma vez que não fará nenhum tipo de negociação com a Lagardère e seus parceiros comerciais. Nossa experiência com eles evidencia uma total incompatibilidade com os princípios e valores do Flamengo“.


Fonte:Esporte Interativo
 
Os três gols do Fluminense foram marcados no segundo tempo (Foto: Nelson Perez/FFC)

Em partida com dois tempos distintos, o Fluminense venceu por 3 a 2 o Botafogo, nesta quinta-feira, no Nilton Santos. Com o resultado, os tricolores se mantiveram na ponta do grupo C da Taça Rio, com seis pontos. Já os alvinegros permaneceram com apenas quatro no grupo B, em terceiro, e veem em risco a classificação para as semifinais do Campeonato Carioca.
O clássico foi movimentado e teve o Botafogo como dominante no primeiro tempo. Tanto que os alvinegros foram para o intervalo com boa vantagem após Roger marcar duas vezes. Só que na etapa final, o Fluminense reagiu e conseguiu grande virada. O destaque foi o atacante Richarlison, autor de dois gols e o passe para Renato Chaves fazer o terceiro gol dos tricolores.
Na próxima rodada, o Fluminense terá pela frente o Macaé, no domingo, no Giulitte Coutinho. No mesmo dia, o Botafogo vai até Moça Bonita para enfrentar o Bangu.

O jogo – O clássico começou movimentado no Nilton Santos. Logo no primeiro minuto, o Botafogo quase abriu o placar com Emerson Santos. O zagueiro aproveitou jogada ensaiada em escanteio que por pouco não colocou na rede.
O lance animou os alvinegros, que seguiram melhores que o Fluminense. De tanto insistir, o Botafogo marcou aos 16 minutos. Roger foi lançado, levou a melhor sobre a marcação e chutou na saída de Diego Cavalieri.
Mesmo após o gol, os botafoguenses seguiram com mais volume de jogo e quase ampliaram aos 19 minutos. Camilo cobrou falta com perigo. Só que aos 25, o Botafogo chegou ao segundo no Nilton Santos. Em contra-ataque rápido, Montillo deu belo passe para Roger. O atacante passou pelo marcador e tentou dar uma cavadinha na saída de Diego Cavalieri. O goleiro tricolor fez a defesa, mas deu rebote no pé do atacante, que tocou para a rede.
O novo revés fez o Fluminense acordar na partida. Os tricolores chegaram com perigo pela primeira vez somente aos 27 minutos. Após cruzamento, Richarlison cabeceou co perigo. No minuto seguinte, foi a vez de Henrique Dourado não aproveitar novo cruzamento na área.
A equipe das Laranjeiras teve sua melhor chance aos 32 minutos. Em cobrança de falta, Sornoza acertou o travessão. Já aos 36, foi a vez de Douglas cobrar falta, mas parar em grande defesa do goleiro Saulo.
Nos minutos finais, o Botafogo conseguiu equilibrar as ações e impediu uma pressão final do Fluminense. Assim, os alvinegros mantiveram a boa vantagem até o intervalo.
Na etapa final, os alvinegros controlavam a posse de bola, mas pecavam no setor ofensivo. Já o Fluminense tinha dificuldade em avançar e só chegou com perigo em falta cobrada por Sornoza aos sete minutos. Só que aos 11 minutos, os tricolores marcaram o primeiro no Nilton Santos. Wellington Silva fez boa jogada individual e foi derrubado por Bruno Silva na área. O árbitro marcou pênalti, cobrado por Richarlison. O goleiro Saulo até acertou o canto, mas a bola passou por baixo de seu corpo.
O Botafogo não se intimidou e quase chegou ao terceiro aos 15 minutos. Renan Fonseca aproveitou bola levantada na área e acertou o travessão. Só que a resposta do Fluminense veio em grande estilo no minuto seguinte. Após contra-ataque rápido, Richarlison recebeu na área e chutou forte para a rede.
Com o empate, o clássico ficou aberto, com as duas equipes em busca da vitória. Melhor em campo, o Fluminense marcou o terceiro, aos 23 minutos. Richarlison fez boa jogada pela linha de fundo e cruzou rasteiro para Renato Chaves colocar para a rede e decretar a virada tricolor.
Atrás no placar, o Botafogo se voltou ao ataque em busca do empate, mas quase sofreu o quarto gol do Fluminense aos 31 minutos. Após boa troca de passes dos tricolores, Sornoza recebeu na área, só que chutou para fora. A resposta alvinegra veio aos 36. Camilo cruzou para Sassá, que cabeceou forte, nas mãos de Diego Cavalieri.
Nos minutos finais, os botafoguenses pressionaram, mas pouco produziram no ataque. O Fluminense conseguiu impedir as boa jogadas do adversário e ainda desperdiçaram algumas chances de marcar o quarto. Mesmo assim, os tricolores puderam comemora a vitória.
FICHA TÉCNICA BOTAFOGO 2 X 3 FLUMINENSE
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ) Data: 23 de março de 2017, quinta-feira Horário: 21h45 (de Brasília) Árbitro: Maurício Machado Coelho Júnior (RJ) Assistentes: Gabriel Conti Viana e João Luiz Coelho de Albuquerque (ambos do RJ) Cartões amarelos: BOTAFOGO: Victor Luís, Guilherme e Airton.FLUMINENSE: Wendel e Henrique.
GOLS: BOTAFOGO: Roger, aos 16 e aos 25 minutos do 1T. FLUMINENSE: Richarlison, aos 11 e 16, e Renato Chaves, aos 23 minutos do 2T.
BOTAFOGO: Saulo, Marcinho, Joel Carli (Renan Fonseca), Emerson Silva e Víctor Luís; Aírton, Bruno Silva, Camilo e Walter Montillo (Guilherme); Rodrigo Pimpão e Roger (Sassá) Técnico: Jair ventura
FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Renato, Renato Chaves, Henrique e Léo Pelé; Luiz Fernando (Wendel), Douglas e Júnior Sornoza; Wellington Silva, Henrique Dourado (Pedro) e Richarlison (Marquinho) Técnico: Abel Braga


Fonte:Gazeta Esportiva
 
Lewis Hamilton começou afiado a temporada 2017 da Fórmula 1 (Foto: Twitter Fórmula 1)

Sem surpresas, Lewis Hamilton foi o primeiro colocado no treino livre de estreia da temporada 2017 da Fórmula 1. Em Melbourne, na Austrália, o britânico anotou 1m24s220 e liderou com folga o primeiro teste do ano.
Com pneus supermacios, Hamilton mostrou ótimo desempenho na pista onde foi pole em 2016, quando anotou 1m23s837. Segundo colocado, Bottas também mostrou ótima performance e anotou 1m24s803, demonstrando que já está adaptado ao carro da Mercedes, após deixar a Willians na última temporada.
(Foto: Twitter Force India)

O primeiro treino livre, aliás, manteve o padrão de equipes da última temporada. Os pilotos de Mercedes, Red Bull Racing e Ferrari seguiram liderando os tempos, nesta ordem.
Único brasileiro grid, Felipe Massa fez o melhor tempo entre as equipes de segundo escalão da Fórmula 1. Na Willians após desistir da aposentadoria, o piloto anotou 2m26s142. Companheiro de Massa, o canadense Lance Stroll, que terminou em 13º.
Outra novidade foi a apresentação do novo carro da Force India, que inovou e terá um carro rosa em 2017.

A segunda sessão de treinos ocorrerá em breve, às 2h (de Brasília), já na madrugada desta quinta para sexta-feira. O terceiro, será às 00h de sábado.
Confira abaixo os tempos de cada piloto no primeiro treino livre:
(Foto: reprodução Twitter F1)



Fonte:Gazeta Esportiva
Corinthians conquistou mais uma vitória sem problemas (Foto: Sampaio Corrêa Basquete)

O Corinthians segue absoluto na liderança da Liga de Basquete Feminino. Nesta quinta-feira, o Timão venceu o Sampaio Corrêa por 84 a 55, no Ginásio Castelinho, no Maranhão, e ampliou sua vantagem na ponta da LBF.
Com o triunfo, o Corinthians melhorou ainda mais seus impressionantes números na temporada 2016/2017 da LBF. A equipe paulista venceu 18 dos 19 jogos disputados e está isolada na primeira posição. Já o Sampaio Corrêa soma oito triunfos nas 19 partidas, ficando na quarta posição.
O Sampaio Corrêa terá mais uma oportunidade de tentar parar a supremacia corintiana neste sábado, quando volta a enfrentar o Timão, às 10h, novamente no Ginásio Castelinho. Após este duelo, os dois times se enfrentarão nas semifinais da Liga, em datas e locais ainda não definidos.


Fonte:Gazeta Esportiva
 
Brasil-RS decepcionou mais uma vez no Gauchão (Foto: Divulgação)


No encerramento da nona rodada do Campeonato Gaúcho, o Brasil-RS não empolgou sua torcida e, em um jogo fraco tecnicamente, empatou com o Caxias por 1 a 1, no Estádio Bento Freitas. A equipe da casa abriu o placar com em cobrança de falta de Nem, aos seis do segundo tempo, mas levou o empate de Geninho, aos 12.
Com o empate e já classificado, o Caxias mantém a segunda colocação no campeonato, com 15 pontos. No próximo domingo, recebe o Paso Fundo no Centenário. Já o Xavante é 9º, com nove – a dois do oitavo na tabela. Também no domingo, enfrentará o líder Novo Hamburgo, no Bento Freitas.

Na próxima rodada, o Brasil-RS recebe justamente o líder da competição, Novo Hamburgo, domingo (26), às 19h30 (de Brasília), também no Bento Freitas. O Caxias volta a campo também no mesmo dia, mas às 16h, contra o Passo Fundo.

São José-RS bate o São Paulo-RS

No mesmo horário, o São José-RS venceu o São Paulo-RS por 3 a 1, no Aldo Dapuzzo. Todos os tentos saíram após a segunda metade da etapa final. Wágner fez o primeiro, Claudinh ampliou e Paulinho, de pênalti, anotou o terceiro do Zequinha. No fim, Rafael Pilões descontou.
Com o resultado, o São José entrou na zona de classificação e ficou em sexto, com 13 pontos. No próximo domingo, recebe o Inter no Estádio do Vale. Na zona da degola, o São Paulo-RS é 11º, com 8. Na próxima rodada, visita o Veranópolis.


Fonte:Gazeta Esportiva
O palmierense Guerra e o flamenguista Guerrero se enfrentaram nesta quinta, na Venezuela (Foto: AFP PHOTO / JUAN BARRETO)

Depois de levar dois gols da Venezuela no primeiro tempo, o Peru conseguiu reunir forças para reagir na etapa final e saiu do estádio Monumental, em Maturín, com um empate de certa forma heroico. O ponto ganho fora de casa faz com que a equipe comandada pelo técnico Ricardo Gareca siga viva na esperança de alcançar ao menos a repescagem nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do ano que vem, que será disputada na Rússia.
Lanterna da competição e já sem chances de classificação, a Venezuela, que venceu apenas um jogo até aqui e soma apenas seis pontos, surpreendeu os peruanos graças a grande noite de Otero, meia-atacante do Atlético-MG e conhecido dos torcedores brasileiros. Dos pés do camisa 10, a Venezuela chegou aos seus dois gols.
Primeiro, Otero cobrou falta na área e viu Ángel cabecear no travessão. No rebote, Villanueva mandou para o gol vazio. Antes do intervalo, o próprio jogador do Galo correu para o abraço depois de contar com colaboração do goleiro Gallese ao cobrar falta direto para o gol. 

O problema é que o placar não refletia o que era o jogo. Mesmo antes do intervalo, a seleção peruana já havia conseguido criar ao menos três grandes oportunidades claras de balançar as redes. Cueva, Guerrero e o goleiro Fariñez foram os vilões.
Mas, na etapa final a Venezuela não teve forças para segurar os peruanos. Logo aos 35 segundo de bola rolando Cueva deixou Carillo na cara do gol e o atacante não desperdiçou.
A Venezuela não soube aproveitar os espaços dados para o contra-ataque e Paolo Guerrero acabou igualando o marcador, de cabeça, após cobrança de escanteio de Yotún. Dai para frente, o jogo ficou aberto, com o Peru partindo para a pressão total, enquanto os venezuelanos tinham tudo para marcar mais um no contra-ataque. Aos 45, a bola do jogo caiu para Cueva, que acabou mais uma vez lamentando a conclusão para fora.
Na próxima rodada, o Peru terá a dura missão de receber o Uruguai no estádio Nacional, terça, às 23h15 (horário de Brasília). Já a Venezuela vai pegar o Chile, em Santiago, no mesmo dia, mas às 19h.
FICHA TÉCNICA VENEZUELA 2 X 2 PERU
Local: Estádio Monumental, em Maturín (Venezuela) Data: 23 de março de 2017 (Quinta-feira) Horário: 20h30 (de Brasília) Árbitro: Enrique Cáceres (Paraguai) Assistentes: Eduardo Cardozo (Paraguai) e Juan Zorrilla (Paraguai) Cartões amarelos: VENEZUELA: Murillo, Felstscher.PERU: Trauco, Christian Ramos
GOLS: VENEZUELA: Villanueva, aos 23, e Otero, aos 39 minutos do 1T. PERU: Carillo, a 35 segundos, e Guerrero, aos 18 minutos do 2T
VENEZUELA: Fariñez, Alexander González, Wilker Ángel, Mikel Villanueva e Feltscher; Tomás Rincón, Rômulo Otero (Machís), Jhon Murillo (Soteldo), Alejandro Guerra e Martínez (Herrera); Salomón Rondón Técnico: Rafael Dudamel
PERU: Pedro Gallese, Aldo Corzo, Alberto Rodríguez, Christian Ramos e Miguel Trauco; Renato Tapia (Aquino), Yosimar Yotún (Sergio Peña), André Carrillo (Ruidíaz), Edison Flores e Christian Cueva; Paolo Guerrero Técnico: Ricardo Gareca


Fonte:Gazeta Esportiva
 
Lionel Messi fez o único gol do jogo (Foto: AFP/EITAN ABRAMOVICH)

Nesta quinta-feira, a Argentina entrou no grupo de classificados diretamente para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Jogando no Monumental de Nuñez, estádio do River Plate, os hermanos bateram o Chile pelo placar mínimo com um gol de Lionel Messi.
O primeiro tempo foi de muita movimentação, mas pouca criatividade da Argentina. Com Messi atuando recuado, quase como camisa 10, os hermanos sofriam para criar oportunidades, mas conseguiram abrir o placar com um pênalti. Fuenzalida empurrou Di María na área e o árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci anotou a infração. Na cobrança, Messi deslocou o goleiro e fez 1 a 0.

À frente no placar, a Argentina recuou e começou a apostar nos contra-ataques. O Chile, jogando fora de casa, tentou pressionar, mas não conseguiu assustar o goleiro Sergio Romero antes do final da primeira etapa.
No segundo tempo, a Roja começou a apertar em busca do empate e, só não igualou o placar, por conta do travessão. Sánchez cobrou falta por cima da barreira e carimbou o poste. Na sequência, Beausejour cruzou rasteiro, Castillo desviou fraco, e Romero por pouco não engoliu um frangaço.
O Chile ainda teve um pênalti não marcado aos 29 minutos. Sánchez fez uma jogadaça individual após deixada de Castillo e acabou derrubado por Otamendi na risca da grande área. Apesar dos protestos dos chilenos, Ricci marcou a infração fora.
Com o resultado, a Argentina subiu para os 22 pontos, ganhando duas posições na tabela de classificação e alcançando o terceiro lugar. O Chile, ao contrário, perdeu duas colocações, caiu para sexto e está fora da zona de classificação para a Copa do Mundo.
Na próxima rodada, a 14ª das Eliminatórias, a Argentina visita a Bolívia, terça-feira (28), enquanto o Chile recebe a Venezuela. Nove dias depois, na quinta-feira (31), os hermanos visitam o Uruguai, e o Chile recebe o Paraguai.


Fonte:Gazeta Esportiva
Copyright © 2017 Atividade Esporte News