Equipes reduzem orçamento e McLaren perde milhões devido à Honda

Foto: XPB Images
A McLaren teve seu orçamento drasticamente reduzido, de 451,7 milhões de euros em 2017, para 250 milhões em 2018. Cerca de 200 milhões a menos em um ano.

Segundo jornal espanhol “Marca”, a equipe com sede em Woking está enfrentando um período de ajuste econômico. Tanto que os números trazidos de dados da “Business Back” e da “Autobild”, são impressionantes.

O grande corte orçamentário surgiu depois da saída da grande parceira Honda, que fornecia motores e um grande aporte financeiro à McLaren até 2017.

A Mercedes também reduziu seu orçamento, de 497,3 milhões de euros para 450 em um ano, mas continua sendo a equipe com os maiores recursos. A Ferrari também reduziu sua conta, de 473,5 milhões em 2017 para 430, além de ter perdido o banco Santander, que era patrocinador desde os tempos de Fernando Alonso na equipe.

Red Bull está agora em terceira posição na quantidade investida na F1, com 429,6 milhões, passando a antiga quarta colocada McLaren.

A Renault está na quinta posição e reduziu seus números de 271,2 para 200 milhões de euros, e espera aumentar seu investimento a partir de 2020, com a nova regra de motores.

Sauber foi a única equipe que aumentou seus números, de 90,9 para 135 milhões, devido a parceria com a Alfa Romeo.

Williams é a sétima colocada, com uma grande redução de 185,3 para 135 milhões, mesmo com a contribuição de dois pilotos que trouxeram dinheiro.

A Toro Rosso manteve seus valores praticamente iguais ao ano passado, de 125,3 para 125 milhões, devido a parceria com a Honda. A Haas teve uma pequena queda, de 117,6 para 110 milhões.

Já a Force India está no fundo do ranking, tendo dificuldades econômicas que fizeram a equipe passar de 145,1 para 110 milhões de euros.
Confira: Force India vive semanas decisivas para a sobrevivência na F1

Fonte:Lance
Tecnologia do Blogger.