FIA não tem substituto para vice-diretor de corrida levado pela Ferrari

Foto: Sutton
A FIA está enfrentando um grande desafio pouco mais de uma semana antes do GP da Austrália. A federação precisa encontrar um novo vice-diretor de corrida para a Fórmula 1, após o anúncio da partida de Laurent Mekies.

O vice-diretor de corrida é efetivamente responsável pelo controle no grid, pela volta de formação e início e abertura de voltas na corrida. Já o diretor de corrida, Charlie Whiting, fica a cargo do início do grande prêmio e do andamento da corrida.

Mekies foi suspenso dos cargos da F1, após o anúncio de sua ida para a equipe da Ferrari. Seu antecessor no cargo, Herbie Blash, candidato para vaga, tem outros compromissos para o fim de semana de Melbourne, e não pode participar. Mekies assumiu o cargo do colega Blash no ano passado.

Existem poucos, se houver, candidatos dentro das classificações da FIA que são totalmente qualificados e em posição de assumir o papel em tempo integral e com efeito imediato.

Blash, que deixou o trabalho no final de 2016, após um período de 20 anos, manteve-se envolvido com o automobilismo, principalmente com a Supercopa da Porsche e em um papel de gerência com a Yamaha. Ele inclusive estará no dever da Yamaha, na rodada do World Superbike da Tailândia, no fim de semana do GP da Austrália.

Uma alternativa para o problema da federação, poderia ser o segundo diretor de corrida ou algum outro vice-diretor de outra categoria da FIA, trabalhando de uma forma temporária.


Fonte:Lance
Tecnologia do Blogger.