Fifa confirma uso do árbitro de vídeo na Copa do Mundo da Rússia

Presidente da entidade anunciou, em uma reunião na Colômbia nesta sexta, que o recurso estará no Mundial. Sistema já havia sido aprovado pela International Board

Foto:Divulgação
O árbitro de vídeo (VAR) estará na Copa do Mundo. A Fifa confirmou nesta sexta-feira, em uma reunião realizada em Bogotá, onde o presidente da entidade, Gianni Infantino, anunciou o uso do sistema no Mundial de 2018. O recurso já havia sido aprovado pela International Board, que regula as regras do futebol no início de março.

- Vamos ter a primeira Copa do Mundo com o árbitro de vídeo. Estamos felizes. É uma decisão histórica - declarou o presidente.

Infantino também detalhou algumas estatísticas, em que aponta o número de erros que acontecem durante as partidas. O VAR começou a ser testado em 2016 e esteve presente no último Mundial de Clubes e na Copa das Confederações.

- Sem o VAR, o árbitro comete um erro grave a cada três jogos. Com o VAR, comete um erro importante a cada 19 jogos. Isso é um fato. Fala-se também do que tempo que se perde. Talvez se fale de maneira muito emocional. Uma análise clara: se perde 1 minuto por jogo para corrigir uma decisão claramente errada - completou.

Vale destacar que o VAR não será usado para qualquer situação. O sistema só será requisitado em quatro momentos: situações de gol, marcação de pênaltis, cartões vermelhos e confusão da identidade de jogadores.

- A decisão da Fifa foi unânime. O nosso Conselho já tinha decidido. Não é da noite para o dia. Estamos estudando isso. Sem provar, não saberíamos como iria funcionar. Fizemos experimentos - disse Infantino.


Fonte:Lance
Tecnologia do Blogger.