Ponte sai na frente, mas cede empate ao Mirassol no fim

Foto:Reprodução
Nesta quinta-feira, foi realizada a primeira decisão do Troféu do Interior do Campeonato Paulista entre Mirassol e Ponte Preta. A partida acabou empatada em 1 a 1, gols marcados por Marcial, em cobrança de pênalti, e Edson Silva, zagueiro que passou pelo São Paulo de cabeça. A partida foi disputada no estádio Municipal de Mirassol.

A partida foi bem equilibrada, mas com a Ponte saindo com o gosto amargo, por sair na frente, e segurar em grande parte do segundo tempo a pressão dos mandantes. Entretanto, aos 47 minutos da etapa final, em escanteio cobrado, Edson Silva evitou que a equipe campineira saísse em vantagem. Na próxima segunda-feira, os times voltam a se enfrentar no Moisés Lucarelli, em Campinas.

O jogo – Os primeiros minutos começaram mornos, mas com algumas chegadas violentas. Léo Baiano tomou amarelo logo no princípio da partida, após falta dura em Orinho. A partida seguia pegada, mas sem grandes chances de gol nos primeiros dez minutos de bola rolando.

Os donos da casa insistiam em jogadas pelo meio, visto que a Macaca marcava muito bem nas laterais, mas em 15 minutos o jogo seguia amarrado. Faltava ao time de Mirassol um pouco mais de calma e tranquilidade na hora de preparar as jogadas, a equipe sentia a pressão de construir o resultado em seus domínios.

A primeira grande oportunidade da partida foi aos 32 minutos, Xuxa cobrou escanteio, Edson Silva cabeceou e a bola passou perto do travessão. Os comandados de João Brigatti responderam oito minutos depois com Orinho, mas mandou por cima. Assim, o primeiro tempo acabou zerado.

Aos 11, o árbitro assinalou pênalti de Wellington Silva em Orinho. Na cobrança, Marciel bateu bem, a bola ainda pegou na trave antes de entrar, e 1 a 0 Macaca no marcador, com justiça.

No entanto, depois do gol, os visitantes se encolheram no campo defensivo, e viram a equipe da casa crescer e pressionar com muitos cruzamentos. Na maioria, a defesa cortava todas. Mesmo pressionada, a Ponte conseguiu assustar em cobrança de escanteio, Renan Fonseca cabeceou na trave.

No apagar das luzes de tanto pressionar, aos 47 minutos, o Mirassol chegou ao empate. Tinha que ser na bola aérea, após escanteio, Edson Silva subiu e cabeceou no canto, praticamente no último lance, deixando tudo igual na decisão e com ânimos exaltados dos jogadores da Ponte no fim do jogo, que acabou em 1 a 1.


Fonte:Gazeta Esportiva
Tecnologia do Blogger.