Red Bull pede à FIA proibição do “modo festa” da Mercedes

Foto: WILLIAM WEST/ AFP PHOTO
A Red Bull pediu à FIA para proibir o uso do “modo de qualificação” e quer que os pilotos usem as mesmas configurações de motor para qualificação e corrida. A Renault não acredita que o “modo festa” seja banido.

Lewis Hamilton fez uma diferença significativa durante a terceira e última sessão de qualificação, chamando a atenção para o uso de configurações especiais que a Mercedes pode usar se necessário. Para o conselheiro da Red Bull, Helmut Marki, está claro que a Mercedes foi forçada a usar seu “modo de qualificação” em Melbourne devido às circunstâncias e, assim, conquistou a vitória.
Foto: AFP PHOTO / SAEED KHAN

“Eles ficaram nervosos depois que Bottas bateu e, de repente, eles estavam usando a potência total”, disse Marko para o ‘Mortosport.com’. “Normalmente eles não precisam daquele ‘modo festa’ como estamos chamando.

“Felizmente, outros agora também acordaram e a discussão surgiu, existem muitas maneiras de evitar isso de forma relativamente fácil para tornar a briga mais justa. Você pode definir a corrida para ser conduzida com o o modo em que você se qualificar, isso seria uma solução”.

O chefe da Red Bull, Christian Horner, juntou-se ao colega Marko. “Você pode dizer que é necessário correr com as mesmas configurações de motor durante todo o final de semana”, disse Horner. “Foi uma verdadeira ‘festa’, que é o que gostaríamos de fazer: no primeiro e no segundo (Q1 e Q2) ele nunca arriscaram no passado e, de repente, foram muito rápidos no Q3.

“A margem entra as duas sessões foi significativa. Temos que admitir que Max (Verstappen) cometeu um pequeno erro que potencialmente nos deixaria meio segundo à frente e é disso que se trata o modo, e é algo que temos que considerar para trabalhar no parque fechado, no momento que acaba a qualificação, deve ser o modo (de motor) que será usado também na corrida”.


Fonte e Texto:Por Gabriel Gavinelli/F1mania/Lance
Tecnologia do Blogger.