Stephens bate Ostapenko, fatura Miami e atinge melhor marca da carreira

Foto: Matthew Stockman/Getty Images/AFP)
Seis finais e seis títulos. É assim que Sloane Stephens mantem seu bom aproveitamento em decisões ao encerrar sua participação no WTA de Miami levantando o troféu. Na tarde deste sábado, a atleta da casa superou a jovem Jelena Ostapenko com direito a um “pneu furado” em uma final de baixo nível técnico, vencendo pelo placar de 2 sets a 0 e parciais de 7/6 (7-5) e 6/1.

Esta foi a primeira decisão da norte americana desde a conquista do Aberto dos Estados Unidos e encerrou um período ruim nesta temporada, já que tinha apenas três vitórias em sete jogos antes de Miami. A boa campanha de Stephens, que desbancou três favoritas – Garbiñe Muguruza, Angelique Kerber e Vitoria Azarenka -, lhe renderá o inédito nono lugar no ranking a partir desta segunda-feira. A letã, por sua vez, que buscava seu terceiro título em seis finais, se mantém no quinto lugar.

O primeiro set foi marcado por oito quebras de saque, das quais metade aconteceram sucessivamente nos primeiros quatro games. Stephens voltou a conseguir quebrar a adversárias e abriu 5 a 4. Quando ia sacar para o set, a anfitriã cedeu o break e colocou a adversária novamente na partida, que se encaminhou para o tie-break.

No desempate, mais uma chuva de quebras, com cinco mini breaks no total, três a favor de Stephens, que depois de 58 minutos, finalmente conseguir fechar a parcial e largar na frente na busca pelo troféu.

Duas quebras, uma para cada lado, abriram o segundo set. A norte americana perdeu seu saque no game inaugural, mas Ostapenko não confirmou a quebra na sequência. Não só deixou de confirmar a vantagem, como não conseguiu fechar nenhum outro game durante toda a parcial. Assim, Stephens conquistou mais duas quebras e, aplicando um “pneu furado”, garantiu o título diante de sua torcida.


Fonte:Gazeta Esportiva
Tecnologia do Blogger.