Thunder vence e encerra sequência invicta dos Raptors

(Foto: Mark Blinch/NBAE via Getty Images/AFP)
Abrindo a rodada de domingo na NBA, um duelo de invictos. De um lado Oklahoma City Thunder, com cinco vitórias consecutivas. De outro, Toronto Raptors, sem perder a 11 jogos. Com show de Westbrook, foi o Thunder quem se deu melhor e vencer por 132 a 125, se mantendo na quarta posição da Conferência Oeste. O Toronto segue na liderança do Leste.

Na partida desse domingo, Carmelo Anthony anotou 15 pontos e passou Reggie Miller (ex-Pacers) na lista dos maiores pontuadores na história da NBA, ocupando agora a 19ª posição.

O próximo compromisso dos Raptors será nesta terça-feira, fora de casa, contra o Orlando Magic. No mesmo dia, o Thunder vai a Boston encarar os Celtics.

O jogo teve um ritmo frenético desde o início. Steven Adams estava impossível no ataque e foi para o intervalo com 18 pontos anotados, enquanto Russell Westbrook, ofuscado pelo companheiro, focou na distribuição de bola e somou 9 assistências no fim do primeiro tempo.

No aspecto geral, a velocidade de ambas as equipes foi o que chamou a atenção, além de um alto índice de aproveitamento dos arremessos de quadra. O resultado foi um placar acirrado ao final da primeira etapa: 66 a 64 para os visitantes.

A efetividade no ataque e o equilíbrio se manteve na volta do intervalo, com os times se alternando à frente do marcador. Steven Adams saiu machucado no terceiro quarto e Westbrook chamou a responsabilidade para si. Do outro lado, DeRozan cresceu e com um arremesso de três pontos a segundos do fim da terceira parcial, deixou os Raptors na frente: 98 a 97.

No quarto e último período, Westbrook conseguiu seu 102º triplo-duplo, enquanto DeRozan errou uma infiltração em momento decisivo a segundos do fim do jogo. Dwayne Casy, técnico dos Raptors, levou uma falta técnica.Paul George converteu o lance-livre e praticamente decretou a vitória do Thunder.

Após a partida, houve confusão. Na infiltração perdida por DeRozan, os Raptors entenderam que houve falta, que não foi marcada. Casey, DeRozan e Ibaka foram expulsos e a arbitragem precisou sair de quadra protegida pela segurança.


Fonte:Gazeta Esportiva
Tecnologia do Blogger.