Atlético mete cinco na Chape e larga bem no Brasileirão

Com belos gols de Pablo, Nikão, Thiago Carleto, Matheus Rossetto e Ederson, Atlético goleia mesmo tendo poupado vários titulares pra partida decisiva da Copa do Brasil

 Foto: Felipe Rosa
Com a expectativa de fazer uma competição regular e se manter na ponta da tabela, o Atlético estreou no Campeonato Brasileiro com uma vitória diante da Chapecoense na noite deste domingo (15), na Arena da Baixada. Em um primeiro tempo em que foi superior, mas não abriu o placar, o Furacão fez um segundo tempo consistente em que levou o primeiro gol, mas correu atrás da virada e fechou o jogo com um convincente 5×1.

Apesar da volta ao time dos laterais Jonathan e Thiago Carleto, a equipe foi a campo sem os zagueiros Thiago Heleno, Paulo André, Lucho González e o meia-atacante Guilherme, preservados para a sequência do time na Copa do Brasil. Com a ausência, Bruno Guimarães, volante, foi improvisado na zaga e Zé Ivaldo teve chance de mostrar trabalho na equipe principal.

Além de ser o primeiro jogo do Furacão no Brasileirão, a partida também marcou a estreia do técnico Fernando Diniz na Série A. Com o estilo de toque de bola cada vez mais alinhado, o time esbanjou troca de passes para tentar desestruturar a defesa fechada da Chape.

Aos 12 minutos, Thiago Carleto bateu falta da esquerda. A bola foi forte para o goleiro Jandrei, que espalmou e deixou a sobra na coxa de Ribamar, que de frente pra o gol não conseguiu ajeitar a bola para concluir.

Um lance violento fez com que Ribamar perdesse dois dentes aos 23 minutos. O atacante do Furacão recebeu a bola e de cabeça desviou, mas o zagueiro Rafael Thyere, atrasado, tentou a cabeçada e acertou Ribamar. Thyere cortou a testa e Ribamar ficou sem os pivôs.

Aos 31 Nikão perdeu a oportunidade de abrir o placar. Depois de uma triangulação, em que Pablo lança para Ribamar, que cruza para Ribamar, o atacante tentou empurrar a bola para o fundo das redes, mas Jandrei salva.

Mostrando domínio do jogo, o Rubro-Negro criou diversas oportunidades de gols no primeiro tempo, mas o jogo foi para o intervalo com o placar zerado dos dois lados.

Na segunda etapa a Chape entrou ligada e desde os primeiros minutos se movimentava com mais velocidade. Em cobrança de falta, Canteros mandou para o meio da área, Santos saiu mal e Wellington Paulista cabeceou para o fundo das redes, aos dois minutos.

A reação veio rápido, aos seis minutos, com Pablo. Thiago Carleto mandou na área, Pablo antecipou a marcação e cabeceou sem chances para Jandrei. Em grande fase, foi o terceiro gol do atacante em três jogos seguidos.

Não demorou para que o Furacão virasse a partida. Aos doze minutos a bola sobrou para Nikão, na entrada da grande área. O atacante chutou firme, cruzado mandou no canto esquerdo do goleiro da Chape.

Embalado pelo virada o Rubro-Negro busacava mais. Aos 23, Thiago Carleto ampliou em cobrança de falta. O jogador mandou a bola por fora da barreira, no canto direito, sem chances para o goleiro. Para fechar a noite, Matheus Rossetto fez um golaço, dando um chapéu com o peito e chutando de bate-pronto. E Ederson fechou já nos acréscimos, em rapidíssimo contra-ataque. Vencendo e convencendo, o Furacão mostrou que vem para o Brasileirão com vontade para brigar pelas primeiras posições.

Confira a tabela do Campeonato Brasileiro!

O próximo compromisso do Atlético é na quinta-feira (19), contra o São Paulo, no Morumbi, pela Copa do Brasil. No jogo de ida o Furacão venceu por 2×1.

Ficha técnica
CAMPEONATO BRASILEIRO
1º Turno – 1ª Rodada

Atlético 5×1 Chapecoense

Atlético
Santos; Pavez, José Ivaldo e Bruno Guimarães; Jonathan, Matheus Rossetto, Camacho (Deivid) e Thiago Carleto; Nikão (Raphael Veiga), Pablo e Ribamar (Ederson).
Técnico: Fernando Diniz

Chapecoense
Jandrei; Apodi (Eduardo), Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Canteros, Amaral, Márcio Araújo (Guilherme) e Vinícius (Nadson); Arthur e Wellington Paulista
Técnico: Gilson Kleina

Local: Joaquim Américo
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Assistentes: Hélcio Araújo Neves (PA) e Heronildo Freitas da Silva (PA)
Gols: Wellington Paulista 2, Pablo 6, Nikão 13, Thiago Carleto 22, Matheus Rossetto 43 e Ederson 47 do 2º
Cartões amarelos: José Ivaldo (CAP); Rafael Thyere, Wellington Paulista, Márcio Araújo (CHA)
Renda: R$ 130.015,00
Público total: 9.258


Fonte:TribunaPR
Tecnologia do Blogger.