Ídolo argentino vê seleção sem alma e diz o que Messi precisa fazer para se igualar a Maradona

Em entrevista à Folha de São Paulo, Carlos Bilardo, técnico campeão do mundo em 1986 não economizou nas críticas a Sampaoli, elogiou o craque do Barcelona, mas garantiu que ele ainda está atrás do antigo comandado

(Crédito da imagem: Pedro Martins/Mowapress)
Treinador campeão mundial pela Argentina em 1986, Carlos Bilardo é um dos grandes nomes da história do futebol do país. Neste domingo (1º de abril), o ex-jogador e técnico elogiou o craque Lionel Messi, camisa 10 da seleção argentina e do Barcelona, mas disse que ele ainda não está entre os melhores da história porque não levou seu país à conquista da Copa do Mundo.

“Ele é o melhor jogador do mundo. Não há outro como ele”, disse Bilardo à Folha de S. Paulo. “Para chegar ao nível de Maradona, Pelé e Cruyff, Messi tem de ganhar a Copa do Mundo. Cruyff não ganhou, mas era um jogador tão especial que transformou a Holanda. (…) Para chegar ao mesmo patamar, ele tem de trazer a Copa para a Argentina”.

Bilardo acredita que a Argentina de Messi tem condições de conquistar o tricampeonato na Rússia. “A seleção é forte e pode ir além de 2014, quando poderíamos ter vencido”, disse. “Vejo a equipe com grandes possibilidades”.

O campeão mundial também falou sobre a goleada por 6 a 1 sofrida na última terça-feira contra a Espanha. “Você não pode sofrer seis gols em um jogo e achar que tudo deve continuar daquele jeito. Faltou alma em campo”, comentou. “Mas é melhor ter acontecido agora e não na Copa do Mundo”.

Bilardo, que reprovou a postura da Argentina na goleada, é crítico notável de Jorge Sampaoli. Antes mesmo do técnico assumir a seleção argentina, o campeão de 1986 fez duras críticas ao então técnico do Sevilla.


Fonte:Foxs Sports
Tecnologia do Blogger.