O Rio Branco-AC bate o Atlético-AC com gol de Geovani, é campeão do 2º turno e vai disputar o título do Campeonato Acreano 2018 com o Galvez

Meia faz golaço aos 30 segundos da etapa final, Estrelão vence Galo Carijó por 1 a 0, neste domingo (1), na Arena da Floresta, e fatura título do 2º turno. Decisão contra o Galvez é nos dias 4 e 8 de abril

Créditos:Lidson Almeida/Rede Amazônica Acre
Com um golaço marcado pelo meia Geovani, aos 30 segundos da etapa final, o Rio Branco-AC venceu o Atlético-AC por 1 a 0, na tarde/noite deste domingo (1), na Arena da Floresta, na capital do Acre, e conquistou o título do segundo turno do Campeonato Acreano 2018. Com a conquista simbólica, o Alvirrubro garante vaga na decisão do estadual para encarar o Galvez, na quarta-feira (4), e no domingo (8).

Com a vitória, o Estrelão assegurou participação na primeira fase da Copa do Brasil 2019. O Atlético-AC no próximo ano disputará apenas o Campeonato Acreano e Campeonato Brasileiro, da Série C, se permanecer nesta temporada, Série B, se conquistar o acesso, ou Série D, se cair.

O Rio Branco-AC volta a campo nesta quarta-feira (4), para enfrentar o Galvez no jogo de ida da final do Campeonato Acreano. A partida ainda não tem local definido e está marcada para as 17h (do Acre). No entanto, há possibilidade de mudança do horário. Uma reunião na sede da Federação de Futebol do Acre (FFAC), nesta segunda-feira (2), vai definir os detalhes da decisão. O Atlético-AC para a concentrar as atenções no Campeonato Brasileiro da Série C. O Galo Carijó estreia na quarta divisão nacional na segunda-feira (16), contra o Remo, na Arena da Floresta, às 21h15 (de Brasília).

A etapa inicial foi bastante equilibrada, com os dois times alternando domínio durante os 45 minutos e com muitas faltas. As melhores oportunidades foram do Atlético-AC. Aos 17, o zagueiro Diego subiu sozinho após cobrança de escanteio e cabeceou pra fora enquanto a defesa do Rio Branco olhava. Aos 29, após escanteio para o Rio Branco, Diogo Dolem tentou o chute no rebote e Babau espalmou para evitar o gol Alvirrubro. Quatro minutos depois, o ataque atleticano viu a bola cruzar a área do Rio Branco e ninguém apareceu para empurrar para o fundo da rede. O Rio Branco ainda tentou incomodar o goleiro Babau, mas não teve êxito e o jogo foi para o intervalo sem gols.

Os torcedores ainda nem tinham se acomodado direito nas cadeiras após o intervalo e o Rio Branco-AC abriu o placar. Após o batida do centro, Geovani recebeu de Adriano Chuva e arriscou o chute, acertando o ângulo direito do goleiro Babau, aos 30 segundos. Debaixo de muita chuva, o Atlético-AC pouco criou. As melhores oportunidades surgiram em bolas paradas. O Rio Branco apostava nos contra-ataques e criou chances, mas não aproveitou os espaços. O time celeste se lançou ao ataque, ficando sem nenhum homem de marcação em campo a partir dos 20 minutos, após a saída de Leandro para a entrada de Geovani. No entanto, as mudanças feitas pelo técnico Álvaro Miguéis não surtiram efeito. Sem ser incomodado efetivamente, o Rio Branco tocou a bola quando tinha a posse, esperando o tempo passar. No desespero, o Atlético-AC ainda pressionou no fim, mas sem sucesso. O Estrelão segurou a vantagem, acabou com o sonho do tricampeonato do rival e comemorou a classificação para a final do estadual e para a Copa do Brasil 2019.



Fonte:Globo Esporte
Tecnologia do Blogger.