Observado por Eduardo Baptista, Coritiba vence o Atlético-GO

Em noite agitada, com chances para os dois lados, Coritiba mostra mais vontade e vence o primeiro jogo na Série B do Campeonato Brasileiro


 Foto: Albari Rosa
O Coritiba conquistou a sua primeira vitória na Série B do Campeonato Brasileiro. Acompanhado de perto por Eduardo Baptista, que assume o comando do time coxa-branca nesta quarta-feira, o Verdão jogou para o gasto para vencer o Atlético-GO por 1×0, na noite desta terça-feira (17), no Estádio Couto Pereira e somou seus primeiros três pontos na segunda divisão. Mais aliviado e agora ocupando a 10ª posição na classificação, a equipe alviverde terá agora dez dias para se preparar para o duelo contra o Criciúma, sexta-feira que vem, dia 27, novamente no Alto da Glória.

Sob os olhares do novo técnico do clube, Eduardo Baptista, o Coritiba, comandado pelo interino Tcheco, mostrou um futebol um pouco mais organizado. Mas nenhuma mudança muito contundente com relação as últimas jornadas ruins do time coxa-branca. O Verdão, na verdade, seguiu com sérios problemas no meio de campo, especialmente na criação das jogadas e pouco fez em termos ofensivos no primeiro tempo diante do Atlético-GO.

Se não tinha capacidade de criação para furar a retranca do Dragão, o Coritiba apostou nos chutes de longe. Aos 7, Julio Rusch, na sua especialidade, arriscou e quase surpreender o goleiro Kléver. O time goiano, bem organizado defensivamente, também pouco chegou à meta do goleiro Wilson. A melhor chance veio aos 26 minutos. Thalisson Kelven afastou mal, João Paulo pegou o rebote e o arqueiro alviverde fez boa defesa.

A melhor chance do Coritiba veio somente aos 35 minutos. Depois do cruzamento da esquerda, Kady tocou para Bruno Moraes, que tentou duas vezes e parou no goleiro Kléver. No rebote, Jean Carlos chutou e acertou a trave. O Coxa tentou impor uma pressão nos minutos finais e, aos 44, Kady pegou o rebote, arriscou da entrada da área e jogou para fora a última chance de marcar na etapa inicial.

A história do jogo e da primeira vitória do Coritiba na Série B começou a mudar aos 3 minutos do segundo tempo. Depois do escanteio cobrado por Jean Carlos e do desvio no primeiro pau, Vinicius Kiss, bem colocado na área, cabeceou para o gol e abriu o placar no Couto Pereira. Na sequência, a condição do time coxa-branca ficou ainda melhor quando o meia Tomas Bastos agrediu Kady sem bola e foi expulso.

Com um jogador a mais, o Coritiba passou a ter o controle do jogo. O time alviverde, apesar de fazer valer a sua superioridade numérica, ainda tomou um susto aos 9 minutos. Bruno Santos arriscou de fora da área e o goleiro Wilson fez grande defesa. A resposta do Coxa veio na sequência. Em contra-ataque rápido, Kady recebeu de Jean Carlos, chutou no canto e o goleiro Kléver fez grande defesa.

Melhor em campo e jogando todo no campo ofensivo, o Coritiba seguiu mais perto do segundo gol. O time coxa-branca poderia ter deixado a partida mais tranquila aos 12 minutos. Vinicius Kiss cruzou da direita e Julio Rusch, sem marcação e sem goleiro perdeu o gol embaixo da trave.

O camisa 8 do Coritiba, com a marcação mais frouxa do Atlético-GO, seguiu aparecendo bem no ataque. Caiu nos pés de Julio Rusch a chance do segundo gol novamente. Aos 17 minutos, depois do rebote da defesa, o meia alviverde chutou da entrada da área e mandou no travessão. Mesmo com um jogador a mais, o Coxa ainda levou um susto aos 30 minutos. De longe, Julio César arriscou e o goleiro Wilson fez boa defesa.

O Atlético-GO seguiu assustando o Coritiba. Aos 34 minutos, o Dragão chegou muito perto de empatar a partida. Em contra-ataque rápido puxado por Julio César, Joanderson, no seu primeiro toque na bola no jogo, chutou da entrada da área e quase marcou. Ao mesmo tempo que o adversário foi para o tudo ou nada, o Coxa passou a ter os contra-ataques a sua disposição. Aos 37, Chiquinho recebeu livre e, ao invés de tocar para Guilherme Parede, livre, tentou o chute e mandou por cima. Numa bobeada de Benítez, Joanderson quase marcou, e no lance seguinte Chiquinho perdeu outro gol.

Com mais posse de bola e com um jogador a mais, o Coritiba optou por fazer um jogo de segurança nos minutos finais. O time coxa-branca optou por ficar mais com bola, não correr tantos riscos e, assim, garantiu a primeira vitória na Série B do Campeonato Brasileiro.

Ficha técnica
SEGUNDONA
1º Turno – 2ª Rodada

CORITIBA 1×0 ATLÉTICO-GO

Coritiba
Wilson; Benítez, Thalisson Kelven, Alex Alves e Abner (Guilherme Parede); Vitor Carvalho, Vinicius Kiss, Julio Rusch e Jean Carlos (Yan Sasse); Kady (Chiquinho) e Bruno Moraes.
Técnico: Tcheco

Atlético-GO
Kléver; Alisson, William Alves, Renê Santos e Bruno Santos; Rômulo, Fernandes e Tomas Bastos; João Paulo (Cristhyan), Julio César (Pablo) e Tito (Joanderson).
Técnico: Cláudio Tencati

Local: Couto Pereira
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araújo (AL) e Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL)
Gol: Vinicius Kiss 3 do 2º
Cartões amarelos: Kady, Abner, Alex Alves (CFC); René (ACG)
Cartão vermelho: Tomás Bastos
Renda: R$ 52.495,00
Público pagante: 4.012
Público total: 4.410

Fonte:TribunaPR
Tecnologia do Blogger.