Vanderlíder brilha, Santos segura vitória na Argentina e lidera

Peixe marca aos 18 minutos, em lance irregular de Arthur Gomes, suporta pressão do Estudiantes, vê Vanderlei fazer milagres e deixa Quilmes após grandíssimo resultado

Foto:AFP
O Santos conquistou um excelente resultado nesta terceira rodada da fase de grupos da Libertadores, na noite desta quinta-feira, em Quilmes, na Argentina. No estádio Centenário, o Peixe bateu o Estudiantes, por 1 a 0, e assumiu a ponta do Grupo 6 da competição continental, com seis pontos, graças aos milagres de Vanderlei na meta alvinegra.

Melhor para Arthur Gomes, que anotou no rebote, após chute de Eduardo Sasha. O atacante santista estava em posição irregular, à frente da linha da bola, mas o bandeira não viu e o árbitro validou o gol. O Alvinegro, que também teve Sasha em grande noite, vai tranquilo para o jogo de volta contra o time argentino, no dia 24, na Vila Belmiro. Quatro pontos nos dois jogos contra o Estudiantes é a mini-meta santista. Restam três jogos na fase de grupos, dois deles o Peixe fará como mandante. 

Oportunista e eficiente
Bastou um contra-ataque bem armado para o Santos abrir o placar na Argentina. Rodrygo emendou lindo passe para Eduardo Sasha, que passou o meio-campo na velocidade e deu lindo drible no zagueiro rival na entrada da grande área e chutou cruzado. Arthur Gomes, que acompanhava a jogada, aproveitou a batida da bola na trave e fez no rebote. Erro do bandeirinha, já que a posição do atacante era irregular. O Peixe, que até então não se incomodava com o 0 a 0 no placar, passou a protagonizar lances mais organizados do que o rival. 

Vanderlei e seus milagres 
Os 18 minutos anteriores ao gol alvinegro foram por completo dominados pelo Estudiantes. Uma cabeçada do grandalhão Schunke, de mais de 1,90 metro, obrigou o goleiro Vanderlei a fazer linda defesa. Melano já havia desperdiçado duas boas chances para o time argentino, que chegou principalmente pelo lado direito de seu ataque. Foi assim também na etapa final, quando o camisa 1 defendeu "barrigada" à queima roupa de Lattanzio.

A situação se repetiu até o fim da partida. Otero e Pavoni massacraram o camisa 1 com cabeçada e chute em sequência. Nada furou a meta do goleiro. No fim, Pavoni tentou de novo. Mais uma vez, parou no paredão santista. 

Ficou no quase...
Se o rival se desorganizou depois de sofrer o gol, Jean Mota, brigador e com boa saída de bola no campo de defesa, também poderia ter saído como grande nome da etapa inicial, se não tivesse perdido chance clara de gol, após chute de Arthur Gomes ser rebatido pelo goleiro. Grandíssima chance desperdiçada. 

Ficou no quase também a pressão do time argentino, que, além de esbarrar na grande noite de Vanderlei, ainda se atrapalhou com os próprios erros e encontrou uma defesa organizada e fechada. 

Sasha, outro capítulo à parte 
Em ambos os tempos de jogo, o Santos respeitou a própria proposta de jogo, se resguardando mais no campo de defesa, deixando o adversário com a bola e apostando nos contra-ataques. E praticamente todos os lances de perigo do Alvinegro passaram pelos pés de Eduardo Sasha, então improvisado por Jair Ventura como um centroavante. O camisa 27 mostrou uma enorme aplicação tática, ótimo passe e bom deslocamento em todos os terços do campo, carregando o time para frente. Um capítulo à parte.

FICHA TÉCNICA
ESTUDIANTES-ARG 0 X 1 SANTOS
Local: Estádio Centenário, Quilmes (ARG)
Data-Hora: 5/4/2018 - 21h30
Árbitro: Roddy Zambrano (EQU)
Auxiliares: Christian Lescano (EQU) e Juan Macías (EQU)
Público/renda: Não disponíveis
Cartões amarelos: Campi (EST), Vanderlei e David Braz (SAN)
Cartões vermelhos: -
Gols: Arthur Gomes (18'/1ºT) (0-1)

ESTUDIANTES-ARG: Andújar; Facundo Sánchez, Schunke, Desábato e Campi; Iván Gómez, Lucas Rodríguez, Gastón Giménez (Pavone, no intervalo) e Lattanzio (Cascini, aos 30'/2ºT); Melano e Otero (Luguerdo, aos 41'/2ºT). Técnico: Lucas Bernardi.

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Renato (Gustavo Henrique, aos 45'/2ºT) e Jean Mota; Eduardo Sasha, Arthur Gomes (Léo Cittadini, aos 17'/2ºT) e Rodrygo (Diogo Vitor, aos 28'/2ºT). Técnico: Jair Ventura.


Fonte:Lance
Tecnologia do Blogger.