ABC vence Santa Cruz e vai para o jogo da volta precisando de empate para chegar na semi

 Foto:Adriano Abreu
O ABC conseguiu cumprir a meta traçada pela comissão técnica e abriu vantagem sobre o Santa Cruz, no primeiro dos dois jogos das quartas-de-final da Copa do Nordeste. Agora para chegar na semifinal do torneio regional, o Alvinegro precisa apenas empatar no jogo da volta. O gol foi marcado por Leandrão, mas o time que realizou um bom primeiro tempo, cansou e caiu muito de produção no segundo tempo, quando se preocupou mais em segurar o placar e ameaçou pouco o adversário.

A partida começou muito movimentada, o ABC com objetivo de fazer um bom resultado dentro de casa, foi mais incisivo e perdeu uma bela oportunidade logo aos 8 minutos, quando após bola erguida na área, Higor Leite dominou, bateu cruzado, mas Leandrão não conseguiu completar para o gol, se lamentando pelo fato de a bola ter passado em baixo do seu corpo.

Mesmo configurado para contra-atacar, os pernambucanos evitavam se posicionar muito atrás e procurava avançar as suas linhas, para diminuir a intensidade da pressão alvinegra. O Tricolor privilegiava a velocidade, mas esbarrava na zaga abecedista que estava bem postada e levava a melhor sobre os homens de frente do adversário.

O goleiro Thiago Machowski que já havia realizado uma boa partida no encontro anterior entre os dois clubes, na Arena Pernambuco, salvou o Santa Cruz de sofrer o primeiro gol, depois de uma boa trama do ataque abecedista, Leandrão surgiu livre atrás da zaga, chutou e o goleiro conseguiu espalmar pela linha de fundo. Antes disso os potiguares já haviam reclamado de um pênalti não marcado pelo árbitro cearense, Luiz César de Oliveira, para quem Higor Leite se atirou na área.

A essa altura do jogo, o tricolor pernambucano encontrava uma imensa dificuldade e pouco passava do meio-campo, fazendo do goleiro Rodrigo Carvalho um espectador privilegiado em campo.

Leandrão marca o primeiro gol do ABC - Foto:Adriano Abreu
De tanto pressionar o ABC chegou ao gol aos 37 minutos, em nova triangulação ofensiva, Vitinho tabelou com Higor Leite, recebeu na frente e cruzou, para Leandrão tocar de cabeça e vencer o goleiro do Santa Cruz.

Como faltava pouco tempo para acabar a etapa inicial, apesar de continuar mantendo o controle do jogo, o time potiguar diminuiu o ritmo, poupando energias para tentar ampliar a vantagem na etapa complementar.

Embora reiniciando a partida em ritmo mais lento, em relação a etapa anterior, o ABC continuou melhor que o Santa Cruz e antes dos cinco minutos, chegou duas vezes com perigo com o lateral-direita Vitinho, por sorte dos pernambucanos, a pontaria do defensor estava mal calibrada e ele mandou as duas por cima do travessão.

Preso na marcação do Alvinegro, o Tricolor tocava a bola de forma lateral entre os seus defensores, que as vezes arriscavam algum lançamento, facilitando a tarefa dos defensores abecedistas que continuavam levando a melhor na disputa contra os atacantes adversários.

Como Ranielle Ribeiro resolveu manter o time que escalou no sábado passado e o time perdeu a velocidade de escapada pela esquerda, o comandante alvinegro resolveu colocar Fessin no lugar de Luan, para tentar recuperar o poder ofensivo, que foi prejudicado com o jogo mais cadenciado da equipe potiguar.

O Santa Cruz chegou com perigo aos 23 minutos, quando Charles pegou um rebote na frente da área e bateu com perigo, uma bola que passou rente a trave dos potiguares. Na única vez que conseguiu dar algum susto em Rodrigo Carvalho, que a rigor, não realizou nenhuma defesa.

Vendo que a equipe dosou mal suas forças e cansou após a intensidade de jogo que imprimiu até chegar ao gol, Ranielle tirou Leandrão e colocou Maxwell no ataque, apostando nos contra-ataques, já que o time do Arruda adiantou suas linhas e passou a permanecer mais tempo no campo de ataque, embora com pouquíssima objetividade.

Esgotado e tomando cuidado para não colocar em risco a vitória, o Alvinegro passou a valorizar mais a bola nos minutos finais, passando a subir apenas na boa, mas sem descuidar dos cuidados defensivos, uma vez que o time coral estava mais inteiro e as substituições realizadas por Ranielle em busca de melhorar o panorama do segundo tempo, não surtiram o efeito desejado, já que Fessin entrou mal e não conseguiu dar ritmo ao ataque.

O mais importante é que a equipe conseguiu o objetivo inicial, que era abrir uma vantagem sobre o Santa Cruz para o jogo da volta, marcado para próxima quarta-feira, no estádio do Arruda.

Apenas 2.172 torcedores compareceram ao estádio Frasqueirão e proporcionaram uma renda de R$ 31.480,00.


Fonte:Tribuna do Norte
Tecnologia do Blogger.