Brasil sofre virada da Alemanha e não avança no Mundial

(Foto: Divulgação/ITTF)
Após fazer história e virar em cima da Croácia na última quinta-feira, a Seleção Brasileira de tênis de mesa chegou embalada para as partidas contra a Alemanha, nesta sexta. O resultado, entretanto, não foi o esperado por Hugo Calderano e companhia. Os brasileiros foram eliminados do Mundial pelos rivais com placar em 3 a 1, na Halmstad Arena, Suécia.

O brasileiro com melhor colocação no ranking mundial da história venceu o primeiro duelo, contra o alemão Bastian Steger. O carioca venceu o primeiro game por 11 a 4, perdeu o segundo (11 a 6), mas mostrou boa recuperação para fazer 11 a 8 no terceiro e 11 a 6 na quarta parcial.

Contra Ruwen Filus, Eric Jouti viu boa defesa do rival, que liderou todos três games e empatou o marcador entre as equipes. Gustavo Tsuboi também teve poucas chances contra Dimitrij Ovtcharov. Apesar de ter levado a melhor no segundo game, não mostrou bom desempenho no primeiro e no último, dando vantagem no placar para o time da Alemanha.

Calderano voltou para a mesa e somou a terceira derrota tupiniquim do dia. O rival foi o algoz de Jouti, Ruwen Filus, que fez jogo equilibrado com o brasileiro e garantiu a vitória apenas no último game.

Mesmo com a derrota, a campanha no Mundial foi histórica para o Brasil. Isso porque esta foi a primeira vez em que a Seleção chegou às quartas de final por equipes. Antes disso, em 1959, com sistema de grupos, diferente do atual mata-mata, os representantes do verde e amarelo ficaram com o sexto posto.


Fonte:Gazeta Esportiva
Tecnologia do Blogger.