Brasiliense goleia Corumbaense e lidera Grupo A10 da Série D

Ailton Ferraz deve dormir sorrindo. Na noite desta sexta-feira (4/5), o técnico tirou Peninha do banco no início do segundo tempo. Em 35 minutos em campo, o meia marcou três vezes na goleada por 4 x 0 sobre o Corumbaense-MS, pela terceira rodada da Série D do Campeonato Brasileiro.

Além de levar o Brasiliense à liderança provisória do Grupo A10, com seis pontos, Peninha calou os críticos. O meia tem sido um dos atletas mais criticados do elenco. "Futebol é assim. Criticam Neymar, Messi, Cristiano Ronaldo. Quem sou eu?", minimizou.

Ferraz fez consideráveis alterações no time titular. O lateral-direito Patrick voltou à posição, assim como o zagueiro Preto Costa e o meia Souza. Erick Flores também começou em campo. Ferraz promoveu, ainda, a estreia do atacante Tartá.
O camisa 7, no início, tentava buscar a bola no meio de campo. Esse posicionamento, inclusive, levou o Brasiliense a atacar, principalmente pelo lado esquerdo. E nasceu daí o gol do primeiro tempo.

Aos 29 minutos, Romarinho correu até a ponta esquerda e cruzou. A bola passou por Nunes e Tartá tentou uma vez. Ela bateu no travessão. Na volta, o atacante completou e pôs o Jacaré à frente.

Inspirado
No início do segundo tempo, Ailton Ferraz precisou fazer uma substituição e inflamou os torcedores do Brasiliense. Souza sentiu lesão na coxa, da qual havia acabado de se recuperar, e foi retirado de maca. Peninha, bastante contestado pela torcida, entrou.
Ele precisou de oito minutos para provocar sentimento dúbio na arquibancada. Peninha calou os críticos, mas eles também "tiveram" de comemorar o gol do meia. Aos 18, o camisa 15 recebeu no meio da grande área, desta vez em jogada pela direita. Com calma, bateu de esquerda, com curva, e acertou o canto direito de Guilherme.

Se alguém ainda queria continuar a criticar Peninha, esse desejo foi por terra aos 28. Na intermediária, ele percebeu o goleiro do Corumbaense adiantado e, mais uma vez de pé esquerdo, encobriu Guilherme para fazer o terceiro do Brasiliense.

Não satisfeito, aos 43, Peninha usou a cavadinha para superar mais uma vez o goleiro corumbaense. "Temos sido muito cobrados. Mas vamos compensar isso com nosso trabalho", prometeu Peninha.

O Jacaré volta a atuar pela Série D no dia 12, contra o mesmo Corumbaense, desta vez em Corumbá (MS).

BRASILIENSE (4)
Edmar Sucuri; Patrick, Lúcio, Preto Costa e Wellington Saci; Aldo, Souza (Peninha) e Erick Flores (Gabriel); Tartá (Luquinhas), Romarinho e Nunes
Técnico: Ailton Ferraz

CORUMBAENSE-MS (0)
Guilherme; Robinho, Milañez, Augusto e Valdinei; Cléber, Mutuca (Igor Pimentel) e Agnaldo (Adriano); Sandrinho (Jorginho), Gui Feitoza e Michel Paulista
Técnico: Robert Almeida

Gols: Tartá, aos 29 minutos do primeiro tempo; Peninha, aos 18, 28 e 43 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Erick Flores (Brasiliense); Mutuca, Sandrinho e Cléber (Corumbaense)
Árbitro: Fábio Santos de Santana (AC)
Estádio: Mané Garrincha
Público: 541 presentes
Renda: R$ 1.585
Tecnologia do Blogger.