Em jogo de um tempo só, América para no goleiro do Belo Jardim e equipes empatam sem gols

Foto:Divulgação
Numa partida morna e com apenas um tempo de emoções, Belo Jardim e América Futebol Clube empataram sem gols no Estádio José Bezerra de Mendonça (Sesc Mendonção) e perderam a oportunidade de somar três pontos e ganhar posições no grupo A6. Com o resultado, o América segue na liderança da chave, com cinco pontos conquistados em três jogos. Já o Belo Jardim chega ao terceiro empate e segue na vice-liderança. Guarani de Juazeiro e Imperatriz jogam amanhã às 16h no complemento da rodada.

Na próxima rodada, pernambucanos e potiguares voltam a se enfrentar pela quarta rodada da Série D, desta vez, na Arena das Dunas, em Natal.

 O JOGO

Os quarenta e cinco minutos iniciais entre Belo Jardim e América de Natal foram movimentados no estádio José Bezerra Mendonça (Mendonção), em Belo Jardim, Pernambuco.  Mesmo com um gramado em péssimas condições de jogo e ainda sofrendo com o desentrosamento da equipe, foi o América quem deu as cartas na etapa inicial.

Na busca pelo resultado que poderia encaminhar a classificação do clube potiguar à próxima fase, o América foi pra cima e não tomou conhecimento dos donos da casa. O Alvirrubro se aproveitou da fragilidade defensiva do Belo Jardim e chegou em diversas ocasiões à meta adversária, mas não conseguiu converter as oportunidades em gol.

O grande destaque da etapa inicial foi sem dúvida o goleiro Evandrizio, do Belo Jardim. Com pelo menos três boas intervenções, ele garantiu o empate nos quarenta e cinco minutos iniciais e garantiu uma sobrevida para os donos da casa na volta do intervalo.  Numa trama americana pela esquerda, Flávio Carioca recebeu praticamente na pequena área e mandou um chute a queima-roupa, mas o arqueiro estava atento.

Já o Belo Jardim praticamente apenas assistiu os visitantes jogarem e não criou nenhuma situação de perigo para o goleiro Fred, do América. Acuados em seu sistema defensivo e na busca por um contragolpe, os donos da casa esbarravam no seu sistema de criação e na intensidade americana, que obrigava os donos da casa a jogarem no seu campo de defesa.

MESMO COM UM HOMEM A MAIS, AMÉRICA NÃO CRIA E LEVA SUSTO NO FINAL 

Em virtude da tamanha superioridade na etapa inicial, era esperado que o América mantivesse o ritmo e conseguisse, enfim, furar o bloqueio do goleiro Evandrizio. No entanto, o que se viu foi um time completamente diferente dos primeiros quarenta e cinco minutos, sem causar grandes perigos ao arqueiro do clube pernambucano.

Tanto que quem chegou no começo do segundo tempo foi o Belo Jardim, numa trama feita entre os meias Tarcísio e Jean, este último bateu de primeira e a bola passou perto do gol americano. Fred apenas observou. Poucos minutos depois, o América ganharia uma vantagem ante o adversário: Flávio Carioca iria invadir a área e teria grandes chances de marcar, mas o defensor Vandinho puxou o atacante rubro e foi expulso. Na falta, Rodney cobrou na barreira.

O restante do jogo se limitou a ambas as equipes alternando no tocante a volume de jogo, mas sem criar reais oportunidades de gol. Os passes eram errados aos montes e nem as mudanças promovidas por ambos os treinadores surtiram efeito no sistema de criação do Belo Jardim e do América, este último, que não soube aproveitar os mais de 30 minutos com um homem a mais no campo de jogo.

O empate não era bom para os dois e por pouco os donos da casa não remediaram o prejuízo: aos quarenta e sete do segundo tempo, Raniel invadiu a área, driblou o goleiro Fred e mandou para o gol, com Negretti salvando em cima da linha e garantindo o ponto do América na volta à Natal.

Com o resultado, o jogo da próxima semana na Arena das Dunas entre as mesmas equipes ganha contornos decisivos, com o América precisando vencer em casa para se garantir na próxima fase e o Belo Jardim precisando do resultado positivo para manter vivas as chances de se classificar no grupo A6.

FICHA TÉCNICA

BELO JARDIM:

Evandrizio; Arlan Barros, Oseas, Jader, Evandro (Raniel), Vandinho, Vitor, Douglas, Jean (Bruno), Tarcísio e Thalisson (Vanderson). Técnico: Pedro Manta

AMÉRICA: Fred; Negretti, Gullitti, Jadson (Murici), Rodney, Danilo, Sapé; Adriano Pardal (Van Van), Wandinho (Luiz Fernando) e Flávio Carioca. Técnico: Ney da Matta.


ÁRBITRO

: Diego da Silva Castro - PI (CBF)
LOCAL

: Estádio José Bezerra Mendonça (SESC/Mendonção), Belo Jardim/Pernambuco.

PÚBLICO E RENDA:

724 presentes; R$ 7.210,00


Fonte:Tribuna do Norte
Tecnologia do Blogger.