FIA acaba com queima de óleo na qualificação, especialmente no Q3

Foto: GIUSEPPE CACACE / AFP
A FIA fechou uma “brecha”, no seu livro de regras, que permitiu que as equipes adicionassem mais óleo em seus carros para a qualificação, ganhando mais desempenho.

A mudança de regra significa que, as equipes não podem adicionar óleo ao carro ou transferi-lo de um tanque auxiliar, durante a sessão de qualificação.

Houveram  discussões sobre o chamado “modo de festa” (modo de qualificação) da Mercedes, depois de Lewis Hamilton ter conquistado a pole position em Melbourne com uma margem de 0,7 segundos.

“Gostaríamos de ver que (as regras) fossem mais longe, porque ainda não abrange a qualificação”, disse Christian Horner, diretor da Red Bull, em fevereiro, antes da implementação da mudança de regra.

Ele acrescentou: “Ele fala sobre a corrida, mas ainda há janelas de oportunidade na qualificação que gostaríamos de ver encerradas. Espero que isso tenha um efeito na criação de convergência de motores”.

Agora, a FIA fez tais mudanças, com o objetivo de poder monitorar adequadamente o consumo de óleo durante a sessão de qualificação, especialmente durante as voltas cruciais do Q3.

Nikolas Tombazis, diretor técnico da FIA, afirmou: “Após numerosas discussões sobre o assunto, queremos esclarecer que, para permitir à FIA monitorizar o consumo de petróleo durante a sessão de treinos de qualificação, de forma precisa e atempada, não pode ser adicionado ao carro qualquer tanque de óleo auxiliar, ou seja, não pode haver transferência de óleo de qualquer parte do sistema de lubrificação do motor”, disse Tombazis.

Fonte:Lance
Tecnologia do Blogger.