Flagrado em antidoping, Caio Godoy, da Funvic, está suspenso pela CBC

Ciclista de 23 anos afirma ter ingerido erva-mate com folhas de coca e maconha sem saber e pode pegar até quatro anos de suspensão. Pena atual é provisória

Caio Godoy alega ter ingerido erva mate com folhas de coca e maconha durante a Volta do Uruguai (Foto: Reprodução)
Bicampeão brasileiro de estrada da categoria sub-23, Caio Godoy, atleta do Funvic, foi flagrado no exame antidoping e está provisoriamente suspenso pela Confederação Brasileira de Ciclismo.

Em sua defesa, Caio afirma ter tomado um chá de erva-mate com uma menina que conheceu durante a Volta do Uruguai, quando passou pelo teste, e que não sabia que a substância estava misturada com folhas de coca e maconha. Caso condenado, o atleta pode pegar quatro anos de suspensão.

- Na hora eu me senti mal e vi que havia algo errado, eu não sabia, achei que estava tomando somente mate, como é o costume no Uruguai - disse o ciclista em entrevista ao site Bikemagazine, reiterando que não utilizou  nenhuma substância para melhorar o seu desempenho - A garota, que não é do meio do ciclismo, não sabia que aquilo poderia me prejudicar - explicou.

Esta é a segunda vez que um atleta da Funvic é suspenso por doping em 2018. Em abril, o atual campeão brasileiro de estrada, Roberto Pinheiro da Silva, o Betinho, foi provisoriamente vetado de qualquer competição por ter atestado uso de substâncias proibidas.

Após o caso, que foi a sexta denúncia de doping envolvendo a Funvic, a Confederação Brasileira de Ciclismo optou por banir os atletas do time de suas convocações, entretanto eles ainda podem disputar torneios internacionais sem vínculo com a entidade.


Fonte:Lance
Tecnologia do Blogger.