Sem brilho, Corinthians vence o América-MG e desencanta com Loss

Foto:DJalma Vassão/Gazeta Press
O Corinthians finalmente conquistou uma vitória sob o comando de Osmar Loss. Após perder para Millonarios e Internacional nos seus dois primeiros compromissos sem Fábio Carille, novo comandante do saudita Al Wehda, o atual campeão brasileiro derrotou o América-MG por 1 a 0 na noite desta quinta-feira, em Itaquera.

Apesar de aliviado com os seus primeiros pontos como técnico do Corinthians, Loss não tem motivos para se entusiasmar demasiadamente com o desempenho da equipe. O gol isolado do meia Jadson, no princípio do segundo tempo, assegurou a vitória de um time que era mais presente no ataque, porém não enchia os olhos dos seus torcedores.

Seja como for, o Corinthians alcançou os mesmos 14 pontos de Fluminense, Internacional e Sport na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, atrás somente dos 16 do São Paulo e dos 17 do líder Flamengo. O América-MG permaneceu com 10.

Corinthians e América-MG voltarão a jogar na tarde de domingo. Enquanto o time de Osmar Loss irá ao Maracanã para desafiar o Flamengo, o de Enderson Moreira buscará a reabilitação contra outro adversário rubro-negro, o Atlético-PR, no Independência.

Primeiro tempo sonolento
“O Rodrigo vai deitar!”, gritou um torcedor posicionado no setor oeste de Itaquera, quando olhou para o telão do estádio e viu o meia que não enfrentou o Internacional em função de um problema odontológico. Rodriguinho e os seus companheiros fizeram com que alguns realmente tivessem vontade de deitar no início da partida – de sono.

O Corinthians até começou desperto, dando ânimo para quem esperava que o time dirigido por Osmar Loss enfim desencantasse. Com menos de um minuto de jogo, Mateus Vital, o substituto do lesionado Romero, finalizou de primeira da ponta esquerda e levantou os torcedores que já estavam sentados nas arquibancadas. A bola saiu.

A partir de então, o América-MG deixou o campo de defesa e, com uma marcação alta, não encontrou dificuldades para prejudicar a fluência do jogo corintiano. Chegou até a assustar quando Aylon avançou pela direita, cortou para dentro e chutou. Walter jogou a bola para escanteio.

Tentando assumir o controle da partida, o Corinthians empolgou só quando não valia nada. Rodriguinho encobriu o goleiro Jori e acertou o travessão, porém o impedimento já havia sido assinalado. Pouco depois, um jogador do América-MG deitou no gramado. O ex-palmeirense Luan acusou uma contusão na coxa esquerda e precisou ser substituído por Ademir.

Àquela altura, o Corinthians já tinha recuperado a posse de bola. Faltava ser criativo e envolvente. O time de Osmar Loss fazia escolhas ofensivas erradas. Sidcley, quando não era bloqueado pelo árbitro Grazianni Rocha, cruzava para a área vazia de corintianos. Pedrinho e Jadson forçavam muito as jogadas pelo meio, enquanto Rodriguinho e Vital participavam pouco do jogo. Paulo Roberto, por sua vez, não chegava a justificar sua presença em campo como substituto do suspenso Maycon.

A última tentativa corintiana na primeira etapa, contudo, trouxe esperanças para a segunda. Já nos acréscimos, Pedrinho teve um lampejo da sua visão de jogo habitual e fez ótima enfiada de bola para Mantuan. O lateral avançou pelo lado direito da área e resolveu concluir em vez de cruzar. Mandou para fora.

Desencantou
Osmar Loss evitou fazer substituições já no intervalo. Em quatro minutos, ganhou um bom motivo para ser ainda mais paciente. Mateus Vital recebeu dentro da área e ajeitou para trás, de onde Gabriel soltou o pé. A bola desviou no meio do caminho e sobrou limpa para Jadson completar para a meta.

Os torcedores ficaram com a expectativa de que o gol fizesse o Corinthians acordar. Não foi o que ocorreu. À exceção de uma e outra jogadas de efeito de Pedrinho, o time da casa aceitou a nova postura do América-MG, que, com o ex-palmeirense Wesley na vaga de Aylon, já não tinha mais por que ficar fechado no campo defensivo.

Aos 29 minutos, Loss tirou as mãos de dentro dos bolsos e entrou em ação. Chamou Júnior Dutra a campo no lugar de Mateus Vital, aplaudido pelo público. Quase em seguida, o América-MG incomodou novamente com uma finalização colocada de Messias, defendida pelas pontas dos dedos de Walter.

Loss recorreu, então, a um centroavante, com Roger no posto do xodó Pedrinho, outro reverenciado pela torcida. O América-MG respondeu com a troca de Juninho por Marquinhos e voltou a fazer Walter trabalhar, mas teve a sua reação interrompida pela expulsão de Wesley, punido com o cartão vermelho após cometer falta em Júnior Dutra. Luan também foi para o vestiário mais cedo, por ter reclamado exageradamente no banco de reservas.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 AMÉRICA-MG

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 31 de maio de 2018, quinta-feira
Horário: 18 horas (de Brasília)
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ)
Público: 34.921 pagantes
Renda: R$ 1.815.526,97
Cartões amarelos: Paulo Roberto e Marquinhos Gabriel (Corinthians); Juninho, Wesley e Giovanni (América-MG)
Cartões vermelhos: Wesley e Luan (América-MG)
Gol: CORINTHIANS: Jadson, aos 4 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Walter; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel, Paulo Roberto, Pedrinho (Roger), Jadson (Marquinhos Gabriel), Rodriguinho e Mateus Vital (Júnior Dutra)
Técnico: Osmar Loss

AMÉRICA-MG: Jori; Aderlan, Messias, Matheus Ferraz e Giovanni; Christian, Juninho (Marquinhos), Luan (Ademir), Serginho e Aylon (Wesley); Judivan
Técnico: Enderson Moreira



Fonte:Gazeta Esportiva
Tecnologia do Blogger.