Vitória sai atrás, empata, mas perde para o Internacional no Barradão

Fotos: Mauricia da Matta / EC Vitória
O Vitória perdeu por 3 a 2 para o Internacional, nesta quarta-feira (30), no Barradão, em jogo válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo estava 2 a 2 até os 48 do segundo tempo, quando o Rubro-negro baiano levou um gol nos acréscimos.

Com o resultado, o Leão permaneceu com oito pontos e ocupa temporariamente a 14ª posição.

O próximo compromisso do Vitória é contra o Santos, domingo (3), às 16h, na Vila Belmiro.

O JOGO

O Vitória tomou a inciativa do jogo e criou a primeira chance de gol da partida. Ao seis minutos, Lucas cruzou para Neilton, e o camisa 10 chutou forte. O goleiro Danilo Fernandes fez uma grande defesa.

O jogo estava movimentado, mas sem muita efetividade de ambos os lados. No entanto, aos 24, o Internacional abriu o placar. Zeca cruzou para Patrick, que de primeira estufou as redes de Elias.

O Vitória quase empatou aos 28. André Lima avançou com a bola e tocou para Neilton. O camisa 10 chutou, mas Danilo Fernandes defendeu. Lucas Fernandes tentou pegar o rebote, mas se chocou com o arqueiro e a bola bateu na trave, depois em Uendel e foi para fora.

Aos 38, Aderllan mandou contra o próprio patrimônio. Lucca recebeu na direita e cruzou rasteiro. O zagueiro tentou cortar, mas fez gol contra.

O Inter seguia pressionando e aos 41 Rossi avançou em velocidade e caiu após sofrer carga de Kanu. O árbitro assinalou pênalti. O próprio Rossi cobrou, mas mandou para fora. A bola ainda chegou a triscar no travessão antes de sair.

No futebol, o surrado ditado funciona mesmo: quem não faz, leva. Após o Inter desperdiçar o pênalti, o Vitória respondeu aos 45.  Wallyson cobrou falta, a bola desviou em Zeca e morreu no fundo das redes.
 

Segundo tempo

O Vitória iniciou o segundo tempo pressionando o Inter. Aos nove, Wallyson cruzou na cabeça de Lucas Fernandes, mas o camisa 1 do Colorado defendeu com tranquilidade.

O futebol é cheio de ditados e mandamentos. Um deles é o velho “clareou, chutou”. Adepto desta “doutrina”, José Welison arriscou de frente para a área aos 12 minutos. A bola desviou em Dourado e foi para fora.

O Vitória chegou ao empate aos 13 minutos. Lucas Fernandes cobrou escanteio na área, Aderllan apareceu e fez o gol para se redimir com a torcida, já que ele havia feito um tento contra no primeiro tempo.

O time Rubro-negro teve oportunidades com Wallyson e Neilton, mas não conseguiu transformar as chances em gols. Até que aos 48 Nico López arrancou em velocidade e chutou forte para garantir o triunfo do Colorado.
 

FICHA TÉCNICA
Vitória 3 x 2 Internacional
Campeonato Brasileiro – 8ª rodada
Local: Barradão, em Salvador
Data: 30/05/2018 (quarta-feira)
Horário: 19h30
Árbitro: Raphael Claus (SP/Fifa)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP/Fifa) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP/Fifa)
Assistentes adicionais: Thiago Duarte Peixoto (SP) e Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartões amarelos: José Welison, Rodrigo Andrade e Jeferson (Vitória); Víctor Cuesta (Internacional)
Gols: Patrick ,Aderllan (contra) e Nico López (Internacional) ; Wallyson e Aderllan (Vitória)

Vitória: Elias; Lucas, Kanu, Aderllan e Jeferson; José Welison, Rodrigo Andrade (Ramon), Lucas Fernandes (Nickson) e Wallyson; Neilton e André Lima (Júnior Todinho). Técnico: Vagner Mancini.

Internacional: Danilo Fernandes; Zeca, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel (Juan Alano); Rodrigo Dourado, Edenílson, Lucca, Patrick e Rossi (Nico López); William Pottker (Brenner):  Odair Hellmann.
Tecnologia do Blogger.