Autoridades esportivas sauditas mostram indignação com 'catástrofe' do 5 x 0

Goleiro saudita leva um gol da Rússia na partida de abertura da Copa.(Foto: Juan Mabromata/AFP)
Autoridades esportivas sauditas afirmaram nesta sexta-feira que irão cobrar os jogadores da seleção pela derrota humilhante contra a anfitriã, Rússia por 5 a 0, na abertura da Copa do Mundo de 2018.

"O resultado é decepcionante e insatisfatório", reconheceu Adel Ezzat, presidente da Federação Saudita de Futebol, à TV Al Arabiya. "Alguns jogadores serão responsabilizados", avisou.

"Esta catástrofe não se deve à condição física, mas a erros técnicos" dos jogadores diante equipe pior classificada no ranking da FIFA (70º) entre os 32 participantes da Copa do Mundo, lamentou.

Ezzat citou três jogadores em particular - o goleiro Abdullah Al Mayuf, o zagueiro Omar Hosawi e o atacante Mohammed Al Sahlawi - sem especificar que medidas serão tomadas.

O chefe da autoridade esportiva saudita, Turki Al Cheikh, cujo país investiu enormes somas de dinheiro para aumentar sua influência no mundo do futebol, disse que assumia "total responsabilidade" pela derrota, criticando também os jogadores.

"Nós fizemos todo o possível por eles (...) Demos a eles a melhor equipe de treinadores", afirmou em um vídeo postado no Twitter.

"Que ninguém me diga que (o treinador Juan Antonio) Pizzi não é um treinador de grande nome. São os jogadores que fizeram sequer 5% do que foi pedido. É uma realidade que temos de admitir", afirmou.
Tecnologia do Blogger.