Gareca não garante Guerrero titular na estreia da Copa: "Vou esperar"

Gareca não confirmou a presença de Paolo Guerrero na estreia da Copa (Foto: Jack GUEZ/AFP)
Paolo Guerrero não parece ser presença garantida na estreia da seleção do Peru na Copa do Mundo, programada para este sábado, na Arena Mordovia, contra a Dinamarca. Apesar de toda a comoção que envolveu a liberação do atacante para disputar a competição em solo russo, o treinador Ricardo Gareca não parece tão confiante de que o maior ídolo do país, que volta a disputar um Mundial depois de 36 anos, está em plenas condições de ajudar.

Na última atividade aberta à imprensa antes da partida, quinta-feira, o treinador deixou o camisa nove entre os reservas e o mistério será levado para a divulgação oficial da escalação, já que a atividade desta sexta-feira não teve permitida a entrada de jornalistas. Em campo apenas duas vezes pela seleção desde a suspensão por doping, o atacante tem a falta de ritmo como temor por parte do comandante para escalá-lo.

“Tomar esse tipo de decisão é sempre muito difícil. Posso dizer que Guerrero está muito bem, fisicamente e psicologicamente, está em boas condições como todos os outros jogadores do grupo. Mas me sinto obrigado a esperar até o último momento para definir os 11 titulares”, disse Gareca.

Desde que foi liberado da suspensão por doping para voltar a atuar, Guerrero participou de apenas dois amistosos dos peruanos. Em um deles, no empate por 0 a 0 contra a Suécia, teve atuação discreta, mas na vitória por 3 a 0 contra a Arábia Saudita, goleada pela Rússia na estreia do Mundial, o centroavante marcou dois gols e saiu de campo como o melhor jogador da partida.

Responsável por dirigir o peru no retorno do país a Copa do Mundo, Ricardo Gareca garantiu que seus comandados estão prontos para fazer uma boa estreia e um Mundial, quem sabe, surpreendente. “Nós estamos preparados, porque nos preparamos para isso. É claro que a ansiedade existe e sabemos que o país está torcendo por nós. Tomara que possamos seguir dando para eles toda a confiança que eles depositam em nós em todos os momentos”, ressaltou.

“A seleção vai dar tudo dentro de campo e teremos muita atitude. Tomara que também consigamos jogar bem a ponto de fazer futebolisticamente um bom papel, temos condições para isso. Mas as pessoas podem ficar tranquilas. Vamos enfrentar grandes equipes, mas temos condições de dar tudo dentro de campo”, finalizou Gareca.


Fonte:Gazeta Esportiva
Tecnologia do Blogger.