Polícia investiga ameaças ao colombiano Carlos Sánchez, expulso na estreia

A atuação de Carlos Sánchez na estreia da Colômbia na Copa do Mundo da Fifa virou caso de polícia. Segundo notícia da emissora colombiana BLU Radio, o volante está sofrendo ameaças em redes sociais e a polícia local já iniciou uma investigação sobre o caso.

Na Colômbia, desde a morte do zagueiro Escobar, após a Copa de 1994, qualquer tipo de ameaça a qualquer pessoa pública em rede social é investigada para evitar maiores proporções.

Escobar foi assassinado em Medellín logo após o Mundial de 1994. O zagueiro fez um gol contra na derrota por 2 a 1 para os Estados Unidos. Naquele ano, os cafeteros caíram logo na primeira fase com outras derrotas diante de Romênia e Suíça.

As ameaças à vida de Carlos Sánchez tiveram início após a expulsão do volante com apenas três minutos de jogo na derrota contra o Japão por um toque de mão dentro da área. Com o revés, a Colômbia precisa vencer a Polônia na segunda rodada do Grupo D para seguir com chances de classificação.


Fonte:Gazeta Esportiva
Tecnologia do Blogger.