Federação confirma saída de Hierro da seleção espanhola

(Foto: Patrick HERTZOG/AFP)
Fernando Hierro não seguirá na seleção espanhola de futebol. Nem como técnico, nem como diretor desportivo, cargo que desempenhava até dias antes da Copa do Mundo da Rússia. Como já era de se esperar, o treinador não foi efetivado no comando da equipe e declinou a possibilidade de voltar a seu antigo posto. Com ele no banco, a Fúria foi precocemente eliminada do Mundial, perdendo para a seleção anfitriã, nos pênaltis, ainda nas oitavas de final da competição.

O ex-jogador assumiu o cargo de técnico da seleção nacional de última hora, dois dias antes da estreia espanhola no Mundial, que aconteceu no dia 15 de junho, contra Portugal. O motivo foi a demissão do então comandante Julen Lopetegui, que foi anunciado pelo Real Madrid como substituto de Zinédine Zidane à frente da equipe e irritou profundamente o presidente da Federação Espanhola.

A experiência de Hierro como técnico realmente é pouca para um treinador de uma seleção do nível da Espanha. Ele foi assistente do Real Madrid em 2014/2015 e, efetivado, só treinou o modesto time do Real Oviedo, da segunda divisão do Espanhol. Foi a solução mais viável para o momento de instabilidade ocasionado pela destituição de Lopetegui. Para além de ter desempenhado a função de diretor, as quatro Copas do Mundo disputadas como jogador contaram a seu favor para que fosse o escolhido para o ofício.


Fonte:Gazeta Esportiva
Tecnologia do Blogger.