Renault realoca diretor técnico, que agora terá papel estratégico no time

 (Foto: Fórmula 1/Divulgação)
Depois de duas temporadas e meia ocupando o cargo de chefe técnico na Renault, a escuderia anunciou mudanças na equipe que afetam Bob Bell, nesta terça-feira. O britânico, agora, passa a ocupar um cargo mais estratégico dentro do time, assumindo o papel de consultor técnico da fabricante francesa em meio-período. A escuderia, até agora, soma 82 pontos e é a quarta colocado na temporada de Fórmula 1, somando 260 a menos que a dona da ponta do ranking, a Mercedes.

Bob ocupa o cargo de chefe técnico desde que o time retornou à F1, em 2016. Ele, entretanto, soma outras temporadas na categoria. Ao todo, são 37 desde que começou, em 1982, na McLaren, no departamento de aerodinâmica. Bell ganhou o espaço na Renault depois de ser diretor técnico da Mercedes entre 2011 e 2013 e de ser consultor técnico na Manor Marussia, em 2015.

Agora, sua missão é desenvolver colaborações técnicas, além de manter alguns aspectos de sua função atual. Isso porque Bell não será substituído em sua antiga função e o time vai se adaptar a sua ausência.

“Em dois anos e meio, Bob ajudou a fazer o time da Renault um genuíno e respeitado pontuador. Ele também é uma grande parte do coração e da alma do time e é um grande motivador para que todos deem o melhor de si mesmos”, destacou Cyril Abitedoul, diretor da escuderia. “Com esta transição dentro da gestão executiva da equipe, Bob vai agora olhar de perto como trabalhar com nossos parceiros para garantir que continuemos a avançar ainda mais”.


Fonte:Gazeta Esportiva
Tecnologia do Blogger.