Supercopa da Espanha será disputada em partida única no dia 12 de agosto

(Foto: Reprodução)
A 23ª Supercopa da Espanha será disputada, excepcionalmente, em partida única no dia 12 de agosto, domingo, em um campo neutro, entre Barcelona e Sevilla. A decisão foi tomada na reunião da Junta Diretiva da Real Federação Espanhola de Futebol na manhã desta segunda-feira, quando foi anunciado o novo técnico da seleção, Luis Enrique.

“Esta resolução foi adotada de acordo com a AFE (Federação Espanhola de Futebol) e a La Liga (Campeonato Espanhol), devido ao respeito aos prazos de descanso dos jogadores e para não prejudicar a primeira jornada do campeonato nacional”, apontou o presidente da RFEF, Luis Rubiales.

Como anteriormente a Supercopa era disputada em partidas de ida e volta, as duas equipes receberão uma compensação financeira de 950 mil euros cada (R$ 4,3 milhões) por conta da “perda” da bilheteria de seus estádios. Cada clube vai receber seis mil ingressos para vender aos seus torcedores, sendo que o restante poderá ser adquirido pela internet.

Sobre a sede, Rubiales propôs a cidade marroquina do Tânger devido às condições climáticas, assim como a compensação econômica oferecida e as facilidades para obter os ingressos on-line. “Buscamos outras sedes alternativas nas cidades de Madri e Valência, mas queremos nos assegurar de que as arquibancadas estejam lotadas. Podíamos ter optado por um local com uma população menor, mas a compensação financeira não seria a mesma”, afirmou. A cidade de Tânger recebeu a Supercopa da França na última temporada.

A Supercopa da Espanha é um minitorneio disputado entre as equipes vencedoras do Campeonato Espanhol (no caso, o Barcelona) e da Copa do Rei da Espanha (na ocasião, o Sevilla) da temporada anterior. Nas edições anteriores, as partidas eram de ida e volta, mas, conforme informa o site oficial da RFEF, excepcionalmente em 2018, a competição terá partida única para decidir o campeão.


Fonte:Gazeta Esportiva
Tecnologia do Blogger.