'Uma vergonha para o futebol', diz Osorio sobre atitude de Neymar

O atacante da seleção brasileira Neymar durante partida contra o México, em Samara, em 2 de julho de 2018 (AFP / SAEED KHAN)
"É uma vergonha para o futebol perder tanto tempo com um jogador", declarou o técnico da seleção mexicana Juan Carlos Osorio sobre Neymar, mas sem citá-lo, nesta segunda-feira depois da derrota para o Brasil por 2 a 0 em Samara.

Na coletiva de imprensa após a partida que garantiu a vaga para as quartas-de-final para a Seleção brasileira, Osorio foi muito duro com Neymar, autor do primeiro gol e da assistência do segundo, que Firmino converteu.

Ele acusou o astro do PSG de várias simulações.

"Acredito que a arbitragem foi totalmente a favor do Brasil", disse ele ainda em campo logo após o jogo.

"Tivemos entre 53% e 47% de posse de bola, controlamos o jogo. A perda de intensidade no nosso jogo em relação ao primeiro tempo teve a ver com a arbitragem, que foi muito tendenciosa e os jogadores se cansaram disso. O jogo foi parado por muitas faltas falsas", reclamou.

"Uma vez perdeu-se quatro minutos e isso não é um bom exemplo para as crianças. Este é um jogo de virilidade, de homens, assim como outros esportes", continuou ele.

Osório se referiu a um lance da partida quando Neymar reclamou de um suposto chute de Miguel Layún quando estava no chão.

Um repórter perguntou a Osorio porque não citava Neymar se estava se referindo a ele, ao que respondeu: "Você o mencionou, não eu, é a sua interpretação, eu não o mencionei".
Tecnologia do Blogger.