Deyverson marca e Palmeiras vence o Vasco na estreia de Felipão no Allianz

Foto:Fernando Dantas/Gazeta Press
“Au au au, o Felipão é genial”. Relembrando os anos 90, assim cantou a torcida do Palmeiras antes de a bola rolar neste domingo, e com um gol de Deyverson, ‘bancado’ por Luiz Felipe Scolari, o Verdão venceu o Vasco por 1 a 0 no Allianz Parque, na estreia do comandante palestrino em sua casa.

Antes de a bola rolar, Felipão já estava encantado com a moderna casa palestrina e despreocupado com o time que mandava a campo: “É um estádio moderno, lindo. Estou muito feliz. Tenho um grupo bom e posso mesclar, deixar alguns titulares no banco”. Mas Scolari deixou todos, menos Bruno Henrique, entre os suplentes.

Pouco por desentrosamento e muito por falta de inspiração, o primeiro tempo no Allianz Parque foi como o novo terceiro uniforme do Palmeiras, estreado neste domingo: sem cor, sem brilho. Parecido com o jogo do meio de semana contra o Cerro Porteño, o Verdão não levou grandes sustos na etapa inicial, mas também não criou.

Os maiores perigos vieram de erros do próprio Alviverde. Estreando pela equipe, Gustavo Gómez, acostumado a sair jogando pelo chão e com passes curtos, não se entendeu com Victor Luis. Após alguns toques do paraguaio, o lateral chegou a reclamar com o companheiro das ‘fogueiras’.

No ataque, a única oportunidade veio com Deyverson, que ganhou de cabeça em lindo cruzamento de Jean, mas Martín Silva defendeu. Do lado vascaíno, Pikachu teve boa chance nos minutos finais do primeiro tempo, mas Weverton pegou.

Esta acabou sendo a única participação do goleiro palestrino no jogo, já que no intervalo ele precisou ser substituído por Jailson. Foi a segunda alteração de Felipão, que já havia sido obrigado a trocar Gustavo Scarpa, que se contundiu sozinho, por Hyoran.

Do lado visitante, Rafael Galhardo deu lugar a Raul. Assim, Andrey foi para a lateral direita e Thiago Galhardo ficou mais centralizado ajudando Giovanni Augusto na armação das jogadas. A mudança melhorou o Cruzmaltino, que ensaiou uma pressão no início da etapa final. No entanto, o Palmeiras, com Deyverson e Lucas Lima inspirados, foi quem abriu o marcador.

Com 15 jogados, Lucas Lima girou na entrada da área e descolou levantamento surpreendente para Hyoran, por trás da zaga adversária. Com todo o tempo do mundo, o meia ajeitou o corpo e cabeceou. A bola encobriu Martín Silva, mas tocou no travessão. No rebote, Deyverson mandou para as redes.

O jogo aéreo ainda funcionou de novo, cinco minutos depois, mas a arbitragem anulou erroneamente o gol de Gustavo Gómez após cobrança de falta de Jean. Os dois tentos sofridos causaram mudanças duplas no Vasco. De uma vez só, os reforços Vinícius Araújo e Maxi López fizeram suas estreias, entrando nos lugares de Giovanni Augusto e Andrés Rios.

Com as alterações, Thiago Galhardo ficou ainda mais centralizado, na armação das jogadas, com Vinícius Araújo aberto pela esquerda e Maxi López buscando o jogo aéreo na frente. As mexidas deram trabalho ao Maior Campeão do Brasil, mas mostrando segurança defensiva, o Alviverde chegou ao quarto duelo com Luiz Felipe Scolari no comando, o quarto sem sofrer gols.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 0 VASCO

Data: 12 de agosto de 2018, domingo
Local: Allianz Parque, em São Paulo-SP
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa) e Leone Carvalho Rocha
Público: 30.012
Renda: R$ 1,930.884,80

Cartões amarelos: Luan (PALMEIRAS); Andrey e Maxi López (VASCO)

GOL
PALMEIRAS: Deyverson, aos 15 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Weverton (Jailson); Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Victor Luis; Thiago Santos; Jean, Bruno Henrique, Lucas Lima e Gustavo Scarpa (Hyoran); Deyverson
Técnico: Luiz Felipe Scolari

VASCO: Martín Silva; Rafael Galhardo (Raul), Ricardo, Leandro Castán e Ramon; Leandro Desábato e Andrey; Yago Pikachu, Giovanni Augusto (Vinícius Araújo) e Thiago Galhardo; Andrés Rios (Maxi López)
Técnico: Jorginho


Fonte:Gazeta Esportiva
Tecnologia do Blogger.