Em estreia no Mundial, Martine e Kahena terminam o dia em quinto

 (Foto: Jesus Renedo/ Divulação)
Depois de um ano sem competir juntas, a brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze uniram-se, neste sábado, para estrear no Mundial de Classes Olímpicas de vela. As campeãs olímpicas terminaram o dia com a quinta melhor pontuação na Baía de Aarhus, na Dinamarca, com sete pontos perdidos.

Para ficar com o posto, as brasileiras conseguiram levar a melhor na última das três regatas da disputa da classe 49er FX. Na primeira regata do dia, nas provas da flotinha amarela, as brasileiras ficaram em 11º. Em seguida, fizeram um sexto posto. “Não ficamos todo esse tempo adormecidas, a vela continua em nós e estamos só um pouco fora de prática. A última regata mostrou que encaixamos a velejada. Agora é preparar para domingo”, disse Martine.

Na ponta do 49erFX, estão as dinamarquesas Jena Hanses e Katja Saskov-Iversen. Os donos das medalhas da competição, entretanto, só serão conhecidos entre os dias 9 e 12 de agosto. Quem levar a melhor ainda garante as primeiras vagas para Tóquio 2020.

Outro representante do verde e amarelo, Jorge Zarif, saiu do top 10 e agora é o 11º da classe Finn, com 34 pontos perdidos. Ele terá folga neste domingo e volta na segunda-feira para a disputa da flotilha ouro.

Na classe 470 feminina, Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan fizeram a nona melhor pontuação, depois de conseguir um segundo lugar na prova deste sábado. Carlos Robles e Marco Grael ficaram na mesma colocação no 49er.

Já no Laser, Bruno Fontes foi o 18º melhor do dia, enquanto João Pedro Herrlein foi apenas 39º da mesma categoria e Lucas Bueno terminou como 156. Gabriella Kidd é a 66ª no Laser Radial.


Fonte:Gazeta Esportiva
Tecnologia do Blogger.