Michael Uchendu exalta título brasileiro no Sul-Americano sub-21

(Foto: Alejandra Ruiz/CABB)
O Brasil apresentou uma variação muito boa de jogo ao longo da primeira edição do Campeonato Sul-Americano Sub-21 de basquete, encerrado no final de semana com a conquista do título invicto. O time comandado pelo técnico Cesar Guidetti se mostrou extremamente eficiente, tanto no jogo externo quanto no garrafão, usando muito bem a força e a qualidade dos seus pivôs.

O promissor Michael Uchendu, que apareceu com destaque defensivamente e ofensivamente na ‘área pintada’, relata que este título ficará marcado para sempre em sua memória. “Ainda não caiu muito a ficha, é uma sensação incrível ser campeão Sul-Americano Sub-21, sabendo da importância dessa conquista para o Brasil. Ganhar duas vezes da Argentina lá dentro, demonstra o quanto nosso basquete tem a oferecer”, relatou o pivô, que registrou média de 11 pontos e oito rebotes na competição continental.

“Os clubes brasileiros têm que começar a fazer aposta na base, dar chance para que nós possamos jogar e buscar o desenvolvimento. Ser campeão desse jeito lá dentro é uma coisa que vai ficar marcada na história de todos e do Brasil; levaremos esse título muito além do que ele pode ir e trabalharemos para evoluir mais e mais a cada dia”, complementou Uchendu, que registrou um duplo-duplo na difícil decisão diante da anfitriã Argentina (12 pontos e 12 rebotes, além de uma assistência e um bloqueio).

Aos 20 anos, Michael Somutochukwu Uchend, de 2m05, que é natural de São Paulo (SP), conseguiu ainda outro duplo-duplo na primeira fase: 16 pontos e 10 rebotes, diante do Paraguai.


Fonte:Gazeta Esportiva
Tecnologia do Blogger.