Oliveira supera Marini para assumir a liderança do campeonato

Uma segunda vitória na temporada para o piloto português veio ao bater Marini na última volta


Foto: Reprodução/ Twitter
Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo) lutou brilhantemente pela sua segunda vitória da temporada numa fenomenal corrida na Moto2 no Monster Energy Grande Prémio da República Checa, se defendendo do piloto que largou na pole Luca Marini (SKY Racing Team VR46) na última volta. O italiano conseguiu o segundo pódio consecutivo, com seu companheiro de equipe, Francesco Bagnaia cruzando a linha de chegada em terceiro, cedendo a liderança do Campeonato ao piloto português.

Em uma batalha clássica de Brno, foi Alex Marquez (EG 0,0 Marc VDS) quem fez a melhor largada quando as luzes se apagaram, mas foi Marini quem liderou o pelotão na curva 3, antes de o espanhol passar para a frente. Foi uma largada desastrosa para o compatriota e companheiro de equipe Joan Mir, já que ele e os dois pilotos da Tech 3 Racing, Bo Bendsneyder e Remy Gardner caíram, deixarando a disputa na curva 5. Os pilotos estão OK.

Na quarta volta, Marquez caiu para o quinto lugar e foram os dois pilotos da SKY Racing Team VR46 que estavam à frente, com Oliveria e Xavi Vierge (Dynavolt Intact GP) acompanhando os dois italianos. O irmão mais novo de Márquez, em seguida, encontrou seu ritmo e estava em terceiro quando caiu e deslizou para fora da pista na última curva, na 9ª volta.

Enquanto isso, Lorenzo Baldassarri (Pons HP40) acelerou e se juntou aos quatro na frente, rapidamente despachando Vierge, Oliveira e Marini, antes de assumir a liderança na volta 13. Os pneus se tornaram um fator importante quando os níveis de aderência começaram a piorar, com Oliveira abriu caminho para a frente na curva 3, na volta 16, criando imediatamente uma diferença de 0,4 antes de Marini reencontrar o piloto português. Nesta altura Vierge tinha caído 1,2 segundos atrás, com Bagnaia e Baldassarri a perdendo o contato com os dois principais com uma volta para o final.

Marini liderou a última volta depois de fazer uma ultrapassagem na curva 3, antes de Oliveira lutar na parte inferior da pista. O italiano fez a sua investida por dentro na penúltima curva, mas o número 44 segurou por fora para ter o lado de dentro na volta final, ganhando a corrida e assumindo a liderança do Campeonato.

Bagnaia venceu Baldassarri na luta pela terceira posição, com Vierge conseguindo segurar Brad Binder (Red Bull KTM Ajo) em 5º e 6º lugares, respectivamente. O piloto Marcel Schrötter (Dynavolt Intact GP) chegou em sétimo, com Jorge Navarro (Federal Oil Gresini Moto2) conquistando seu segundo Top-10 consecutivo, em oitavo lugar.

Sam Lowes (Swiss Innovative Investors) recuperou-se bem depois de largar na P22 e chegando na P9 em Brno, com Mattia Pasini (Italtrans Racing Team) completando o top-10. Fabio Quartararo (Boost – Speed Up Racing) foi o 11º, com Augusto Fernandez (Pons HP40) impressionando novamente em 12º. Iker Lecuona (Investidores Inovadores Suíços), Andrea Locatelli (Italtrans Racing Team) e Simone Corsi (Tasca Racing Scuderia Moto2) completaram as posições de pontuação nas posições 13, 14 e 15.

Romano Fenati (Marinelli Snipers Team) queimou a largada e depois se retirou da prova, enquanto Alejandro Medina (Equipe SAG), Xavi Cardelus (Equipe Stylobike), Stefano Manzi (Equipe Forward Racing) e Danny Kent (Boost – Speed Up Racing) caíram. Os pilotos estão bem.

O pêndulo do título da Moto2 oscila mais uma vez, com Oliveira assumindo o primeiro lugar, enquanto a Áustria está chegando, Bagnaia pode recuperar-se em Spielberg?
Tecnologia do Blogger.