Ricciardo se despede da Red Bull: “Obrigado pelos últimos cinco anos”

Ricciardo deixa Red Bull depois de 10 anos (Foto: Andrej Isakovic/AFP)
Um dia após o anúncio de sua saída da Red Bull, Daniel Ricciardo usou as redes sociais para esclarecer as razões que o levaram a trocar de equipe e defender a Renault a partir de 2019. Na primeira de duas mensagens, o australiano agradeceu a RBR pela parceria.

“Obrigado, Red Bull, pelos últimos cinco anos. Muitos momentos incríveis, que eu nunca vou esquecer e que serei eternamente grato. Ainda tem muito 2018 pela frente para criar mais memórias e terminar forte”, escreveu o piloto, juntamente com imagens de sua passagem pela escuderia.

A segunda mensagem foi um vídeo, no qual ele, enfim, explica melhor como ocorreu a decisão. “A notícia saiu, é real. De longe, foi a decisão mais difícil que tomei na minha carreira. Mas, 29 anos vivendo nesta Terra, foi realmente uma das decisões mais difíceis que tomei na vida. É triste sair, com certeza. Empolgado com o desafio da Renault”,  começou o australiano.

Na sequência, ele lembra que de sua trajetória da Red Bull, quando entrou para o programa júnior em 2008, há 10 anos. Ele chegou à Fórmula 1 na metade de 2011 pela HRT e correu em 2012 e 2013 pela Toro Rosso, antes de substituir Mark Webber na Red Bull em 2014.

“Sempre serei grato e nunca esquecerei. Pessoalmente, senti que já era o momento em que era bom seguir um caminho diferente e começar de novo em outro lugar, acho que será saudável para mim”, continuou.

No atual campeonato, Ricciardo é o quinto colocado, 95 pontos atrás do líder, Lewis Hamilton. O australiano ainda tem mais nove corridas com a RBR neste ano e quer encerrar o vínculo no topo. “Só quero agradecer à Red Bull Racing, a empresa Red Bull, por tudo que eles fizeram por mim. Eu realmente aprecio isso, do fundo do meu coração, e temos nove corridas para ‘chutar alguns traseiros’, então vamos lá”, concluiu.


Fonte:Gazeta Esportiva
Tecnologia do Blogger.