Rossi anota melhor tempo, destrona Petrucci e ponteia terceiro treino da MotoGP em Brno

Valentino Rossi (Foto: Michelin)
Valentino Rossi encontrou uma volta voadora no terceiro treino da MotoGP. Neste sábado (4), o italiano tratou de marcar 1min55s175 para superar Danilo Petrucci e terminar a sessão na ponta
Valentino Rossi mostrou que se achou na Tchéquia. No terceiro treino livre da MotoGP em Brno, que aconteceu neste sábado (4), o italiano da Yamaha tratou logo de anotar a marca de 1min55s175 em seu último giro para estabelecer a melhor marca da sessão e terminar o treino na ponta.

Quem vinha logo atrás do #46 era Danilo Petrucci, que era o mais rápido quando o cronômetro zerou. Jorge Lorenzo, Marc Márquez e Andrea Iannone são os nomes dos pilotos que completaram o ensaio desta manhã entre os cinco mais velozes da pista.

Saiba como foi treino livre 3 da MotoGP na Tchéquia:
 
Quando foi para a pista para o terceiro treino livre do final de semana, a MotoGP encontrou condições bastante favoráveis e um calor crescente em Brno. Com o termômetro indicando 29ºC, o asfalto já atingia os 49ºC.
 
Com a sessão já iniciada, era Dani Pedrosa quem sustentava a marca mais veloz dos treinos combinados com 1min55s976. Danilo Petrucci seguia o espanhol, com Bautista, Syahrin e Dovizioso completando o top-5 do início da sessão.
 
Então, mostrando tudo o que é capaz, Márquez logo tratou de esmagar o tempo do companheiro para se colocar na ponta. Ao fazer 1min55s637, era o novo líder da sessão, seguido por Crutchlow, que se encaixou no segundo posto usando pneu dianteiro duro.
 
Enquanto isso, na parte de trás da tabela, Johann Zarco, que chegou a liderar o primeiro treino, encabeçava a lista dos pilotos que, momentaneamente, teriam que passar pelo Q1 da classificação. Valentino Rossi, Tito Rabat, Álex Rins e Andrea Iannone eram outros competidores que lhe faziam companhia.
 
Com 32 minutos para o encerramento das atividades, a maior parte dos pilotos estava nos boxes para a parada programada. A ordem vista na tabela com os treinos cominados era Marc, Cal, Pedrosa, Petrucci, Dovizioso, Bautista, Miller, Lorenzo, Syahrin e Viñales.
 
Dovizioso, apesar de ainda usar a carenagem regular da Ducati, sustentava algumas atualizações. Quem também apresentou novidades foi Lorenzo, que carregava o novo dispositivo aerodinâmico da equipe italiana, mesmo usado por Petrucci na sexta-feira.

Com 17 minutos para o fim, Márquez ainda era o mais rápido na pista. O #93 tinha a companhia de Crutchlow, Rabat, Pedrosa, Petrucci, Dovizioso, Bautista, Miller, Lorenzo e Syahrin no top-10 dos mais velozes.
 
Enquanto isso, as Yamaha estão sofrendo para conseguir marcar bons tempos. Syahrin se colocando como o mais rápido, era apenas o décimo. Viñales vinha em 11º, com Zarco em 12º e Rossi em 14º.
 
Perto do fim, então, Crutchlow trata de fazer uma volta voadora usando pneus macios. O inglês tratou de anotar 1min55s617 para tirar a liderança de Márquez e tornar-se o mais rápido da manhã.
 
Mas o primeiro posto ficaria pouco em suas mãos. No giro seguinte, quem tratou de dar um giro certeiro foi Petrucci, com 1min55s369, ponteando a tabela com 10 minutos para o encerramento da sessão.

Os tempos seguiam em constante melhora com o cronômetro se aproximando do final. Um belo exemplo era Lorenzo, que tratou de saltar para a ponta com 1min55s328. Rossi também melhorou sua marca para vir para sétimo, enquanto Morbidelli era o oitavo.

A ordem da tabela com quatro minutos para a bandeira quadriculada era Jorge, Petrucci, Iannone, Crutchlow, Márquez, Viñales, Miller, Rossi, Morbidelli e Rabat. Todos esses garantiam vaga no Q2.
 
Os giros finais foram bastante movimentados em Masaryk. Depois de Petrucci superar o #99 com 1min55s261, Rossi tratou de esmagar a marca do italiano da Pramac ao estabelecer 1min55s175. Com isso, fechou a sessão na ponta.
Tecnologia do Blogger.