Atlético de Madrid vira para cima do Monaco e estreia com vitória - Atividade Esporte News
⚽Notícias

18 setembro 2018

Atlético de Madrid vira para cima do Monaco e estreia com vitória

Foto:Chistophe Simon/AFP
O Atlético de Madrid iniciou sua trajetória na Liga dos Campeões 2018-2019 com o pé direito. Mesmo sem o treinador Diego Simeone, que está cumprindo suspensão de quatro jogos após xingar o juiz na primeira partida da final da última edição da Liga Europa, o time colchonero virou para cima do Monaco fora de casa, no Stade Louis II, para estrear com vitória, por 2 a 1, na competição europeia. Na outra partida do Grupo A, o Borussia Dortmund derrotou o Club Brugge por 1 a 0.

O Monaco saiu na frente no início do primeiro tempo com o jovem recém-contratado Grandsir, porém, o Atlético de Madrid aproveitou a presença ofensiva do adversário para marcar através de um contra-ataque finalizado por Diego Costa. Nos minutos finais da etapa inicial, Giménez marcou em cobrança de escanteio e levou os visitantes ao intervalo em vantagem.

No segundo tempo, a partida caiu em emoção. Satisfeito com o resultado, o Atlético de Madrid abdicou do ataque, enquanto o Monaco sofreu na criação e sequer assustou o goleiro Oblak, que apenas assistiu seu time fazer boa aparição defensiva para garantir a vitória na estreia.

As equipes voltam a campo pela competição apenas no dia três de outubro, às 16 horas (de Brasília). O Atlético de Madrid enfrenta o Club Brugge, enquanto o Monaco encara o Borussia Dortmund. Antes, porém, tanto espanhóis quanto franceses retornam o foco aos campeonatos nacionais, onde não fazem boa campanha.

Monaco sai na frente, mas Atleti vira ainda na primeira etapa

Fugindo de suas características, o Atlético de Madrid era o dono da posse de bola, mas não conseguia penetrar na povoada defesa do Monaco, que buscava escapar em contra-ataques. Depois de uma leve superioridade dos visitantes nos instantes iniciais, os franceses começaram a incomodar a partir dos 15 minutos e chegaram ao gol em uma falha do adversário. O Atleti errou na saída de jogo e a bola ficou para Falcao acionar o atacante Grandsir dentro da área, onde o jogador de 22 anos arrematou para marcar.

Aproveitando o bom momento, os comandados de Leonardo Jardim criaram outra boa chance na sequência, quando o participativo Grandsir fez jogada indiviudal e encontrou Aholou na entrada da área. O volante não pensou duas vezes e arriscou, forçando o goleiro Oblak a se esticar todo para espalmar a bola que ia no cantinho direito. O gol no início deu confiança para os franceses seguirem mais presentes no campo de ataque.

A ofensividade deixou a defesa dos mandantes exposta, e o Atlético de Madrid, como de costume, foi fatal no contragolpe. Em contra-ataque de almanaque, Griezmann foi lançado e viu Diego Costa partindo livre sem marcação. O francês deu passe na medida para o espanhol, que avançou e teve frieza para tocar na saída de Benaglio, balançando as redes. Nos acréscimos da primeira etapa, o Atleti aproveitou a força aérea ofensiva para virar o marcador. Koke cobrou escanteio e o zagueiro Giménez subiu alto para cabecear e levar os visitantes ao intervalo em vantagem.

Franceses sofrem para criar e espanhóis garantem a vitória

Mesmo atrás no placar, o Monaco não mudou sua postura na volta da parada e continuava esperando o rival no campo de defesa, visando sair em transições rápidas. Porém, os espanhóis não subiam mais ao ataque com tantos jogadores e dificultavam o equipe francesa na construção de suas jogadas. Ao ver a criação quase nula de seu time, Leonardo Jardim tirou Chadli e Aholou, colocou Mboula e Traoré, respectivamente, e adiantou a linha de marcação para pressionar no ataque.

Germán Burgos, que comandou o Atlético de Madrid com a suspensão de Diego Simeone, respondeu tirando o cansado Ángel Correa para a entrada de Lemar, recém-contratado junto ao próprio Monaco. Para neutralizar o adversário, o time espanhol também decidiu marcar a saída de jogo do adversário e, a partir disso, fazia com que a bola não chegasse nas melhores condições para os atacantes arrematarem. Diante desse cenário, vitória dos visitantes por 2 a 1.

Dortmund sofre, mas estreia com vitória

Completando o Grupo A, o Borussia Dortmund foi a Bélgica e venceu o Club Brugge, no Estádio Jan Breydel. Em partida parelha, os alemães marcaram o gol da vitória mínima apenas aos 40 minutos do segundo, através do norte-americano Pulisic. Com o resultado, a equipe auri-negra se junta ao Atlético de Madrid como líderes da chave após triunfos jogando fora de casa.


Fonte:Gazeta Esportiva
 
Back To Top