Benfica goleia Nacional fora de casa e assume a liderança do Português - Atividade Esporte News
⚽Notícias

02 setembro 2018

Benfica goleia Nacional fora de casa e assume a liderança do Português

(Foto: Helder Santos/AFP)
Na tarde deste domingo, o Benfica foi à Ilha da Madeira, terra de Cristiano Ronaldo, enfrentar o Nacional pela quarta rodada do Campeonato Português. E confirmou seu favoritismo. Sem muitas dificuldades, a Águia garantiu o triunfo, golando pelo placar de 4 a 0.

Esta é a terceira vitória do Benfica, que tem mais um empate e ainda não sabe o que é perder. Assim, a equipe vai a 10 pontos e iguala a pontuações de Braga e Sporting. No critério de desempate (saldo de gols), porém, o time assume a liderança e não pode mais ser ultrapassado nesta rodada. O Nacional, por sua vez, perde a terceira e segue com apenas três pontos, na 14ª colocação.

O Campeonato Português terá uma pausa e só volta no fim deste mês. Neste meio tempo, depois da data Fifa e dos amistosos das seleções, as equipes voltam a campo no fim de semana do dia 16 de setembro para a disputa da fase de grupos da Copa da Liga Portuguesa. O Benfica recebe o Rio Ave e o Nacional, o Vitória de Setúbal.

O Jogo

O Nacional iniciou melhor no jogo, com uma postura mais agressiva em relação ao Benfica, que entrou um pouco lento em campo.

Aos poucos, a equipe visitante começou a entrar de fato na partida e equilibrou a situação. Aos 12 minutos, o Benfica teve sua primeira boa chance no jogo. Após tabela no meio de campo, Salvio recebeu na direita e arriscou da entrada da área. A bola, porém, acabou saindo à esquerda da meta.

Pressão do Benfica

As Águias começaram a pressionar e com isso, passaram a chegar mais à área adversária. Com 14 minutos de bola rolando, Pizzi arrancou pela direita, levou a bola até a linha de fundo e cruzou na área. Seferovic, pronto para dominar, foi derrubado, mas o árbitro mandou o jogo se seguir.

Três minutos depois, mais uma reclamação de pênalti. Cervi foi em direção à bola na área e também caiu na disputa com zagueiro. O juiz, no entanto, novamente não assinalou nada.

O Benfica passou a dominar a partida e o gol foi questão de tempo. Mais uma boa chance para os visitantes aos 23 minutos, quando Grimaldo tabelou com Pizzi e o português serviu o espanhol livre de marcação dentro da área. O lateral tentou tocar para Seferovic, mas o chute saiu muito forte e ele não chegou na bola.

Placar aberto na Ilha da Madeira

Cinco minutos mais tarde, aos 28, Fernandes ganhou no meio campo e tocou para Salvio. Em arrancada para direita, o camisa 18 lançou na medida para Seferovic, que invadiu a área e tocou no contra-pé do goleiro do Nacional, estufando o canto direito do gol: 1 a 0.

O Benfica continuou com pressão alta e com o domínio da partida. A postura ofensiva seguia resultando em boas oportunidades para o time visitante, até que chegou ao segundo gol no finzinho da parcial. Aos 45 minutos, Seferovic cruzou e Salvio subiu livre para cabecear para o fundo do gol, devolvendo a assistência do primeiro gol e ampliando para as Águias.

A segunda etapa começou pegada, com muitas faltas de ambos os lados. Com o isso, o jogo era bastante truncado e com poucas jogadas criadas. A primeira boa chance aconteceu apenas aos 16 minutos e foi a primeira grande chegada do Nacional, que quase diminuiu, mas o goleiro do Benfica fez grande defesa da bomba disparada por Palocevic.

O time visitante apenas administrava o resultado e começou a ceder mais espaços aos donos da casa. Com 22 minutos completos, o VAR entrou em ação. Camacho sofreu falta dura de Cevic no meio-campo e o juiz primeiramente deu cartão amarelo. Ele consultou o árbitro de vídeo para definir se deveria ser vermelho, mas manteve a decisão inicial.

Grimaldo e Rafa dão números finais à partida

Com 31 minutos de bola rolando, saiu o terceiro gol do Benfica. Depois de troca de passes na intermediária, Pizzi levantou na esquerda da área para Grimaldo, que dominou e mandou no canto esquerdo do goleiro, que nada pôde fazer.

Aos 39, quase o tento de honra do Nacional. Após jogada coletiva, a zaga do Benfica tirou a bola da área, mas Vítor Gonçalves chegou de trás e soltou a bomba. Vlachodimos caiu na hora certa para fazer bela defesa.

O Benfica não perdoou e a resposta veio aos 49 minutos do segundo tempo. Com bastante espaço para jogar, Pizzi deu nova assistência e Rafa Silva invadiu a área e tocou por cima do goleiro para decretar a goleada.


Fonte:Gazeta Esportiva

Postar um comentário

Atividade Esporte News
Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente,opine,se expresse! este espaço é seu!

 
Back To Top