Com 'coração acelerado', Hamilton descreve volta da pole: 'Mágica e no limite' - Atividade Esporte News
⚽Notícias

15 setembro 2018

Com 'coração acelerado', Hamilton descreve volta da pole: 'Mágica e no limite'

Lewis Hamilton foi absolutamente brilhante com a volta que lhe garantiu a chance de largar na pole-position em Singapura. O britânico cravou o novo recorde de Marina Bay ao estabelecer 1min36s015

Lewis Hamilton (Foto: AFP)
A cada oportunidade, Lewis Hamilton mostra que seu nome jamais pode ser desconsiderado de uma briga pela pole-position. Em Singapura, ao longo de todo o fim de semana, a Ferrari despontou como grande favorita em razão do sólido desempenho de Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen nos treinos livres. Mas na sessão que valeu a pole pra valer, Hamilton mostrou porque é o recordista histórico da estatística na F1.

Com uma volta incrível na sua primeira tentativa no Q3, Lewis cravou 1min36s015 e não deixou pedra sobre pedra. A Ferrari sequer conseguiu buscar um lugar na primeira fila. Max Verstappen vai largar ao seu lado com a Red Bull, enquanto Seb vai partir apenas em terceiro, lado a lado com Valtteri Bottas.

Foi a pole 79 da carreira de Hamilton na F1 e, certamente, uma das mais empolgantes de toda a sua jornada. “Foi uma classificação difícil. Aquela volta pareceu mágica. Nem sei de onde veio, mas tudo se encaixou”, vibrou o tetracampeão, que caminha a passos largos rumo ao penta.

Lewis se mostrou muito grato à Mercedes por poder entregar um carro capaz de lutar de igual para igual com a Ferrari, que ainda mostra ter um conjunto mais estável em relação à Flecha de Prata. “Um enorme muito obrigado a toda a equipe. Todo mundo está trabalhando duro demais para extrair um pouquinho a mais. E aí consegui acertar essa volta”

O britânico não escondeu a emoção pela forma como conquistou a pole em Singapura. “Meu coração está acelerado. Não acho que houve um momento na volta em que tive problema algum. Foi perfeitamente no limite. Foi uma das melhores voltas que eu me lembro”, complementou.

Pouco depois, durante entrevista coletiva lado a lado com Verstappen e Vettel, Hamilton estava mais calmo, porém ainda extasiado com a grande volta que havia acabado de fazer.

“Tenho de dizer a vocês: essa pista é épica. Também é muito difícil. É a mais desafiadora do ano, eu acho, é uma Mônaco ‘bombada’. Mais longa e com muito mais curvas. Ontem parecia um dia bom para nós. Chegamos hoje e fizemos algumas mudanças. Todos começaram com os hipermacios e nós, com os macios, o que é uma diferença enorme em termos de comparação. Fiquei 0s5 atrás de todos e não achei que poderia buscar esse tempo em lugar algum”, disse o piloto, que foi além e falou que não tinha ideia do quanto sua volta havia sido tão boa.

“Então, nós entramos na última sessão e foi sobre encaixar todos esses pequenos pedacinhos juntos. Em 99,9% do tempo, não correu como o planejado. Simplesmente tirei o máximo de cada curva e segui acelerando. Aqui é muito físico, estava tremendo muito e meu coração estava batendo forte. Tentei ir mais além e frear meio metro [à frente]. Dei absolutamente tudo o que tinha. Fiquei nervoso quando cheguei para o fim [da volta] porque não sabia se tinha sido boa o suficiente”, relatou.

“É muito especial, e é incrível para nós estar na pole considerando todas as circunstâncias”, finalizou o grande pole-position em Marina Bay.

O GP de Singapura acontece neste domingo, com largada prevista para 9h10 (horário de Brasília) e transmissão da Rede Globo.


Fonte:Grande Premio
 
Back To Top