Juiz da polêmica com Serena Williams fala pela primeira vez após US Open - Atividade Esporte News
⚽Notícias

12 setembro 2018

Juiz da polêmica com Serena Williams fala pela primeira vez após US Open

(Foto: Elsa/AFP)
No meio do furacão da polêmica final do US Open, que rendeu o título para a japonesa Naomi Osaka contra Serena Williams, o juiz de cadeira Carlos Ramos quebrou o silêncio sobre a situação. Durante a partida, o português se envolveu em uma discussão com a tenista americana, após dar três advertências, tirando um game dela. As punições tiraram Serena do sério e encadearam um desentendimento entre atleta e árbitro.

Chamado de ladrão pela tenista, Ramos saiu de quadra sob vaias e não chegou nem a receber a homenagem que tradicionalmente é feita aos juízes de uma final de Grand Slam na cerimônia de entrega de troféus. O árbitro falou pela primeira vez para um jornal português, o Tribuna Expresso. “Estou bem, tendo em conta as circunstâncias. É uma situação chata, mas arbitragem “à la carte” não existe. Não se preocupe comigo”, se limitou a dizer.

A declaração curta de Ramos se deve ao fato de que a Federação Internacional de Tênis, que não permite que árbitros falem com a imprensa durante competições oficiais, e ainda pressionam para que não comentem decisões polêmicas após os jogos.

Na coluna do amigo de Ramos e jornalista português Miguel Seabra, que o conhece ha mais de 30 anos, ele garante que o árbitro é um profissional sério. “É uma das melhores pessoas e uma das pessoas mais justas que conheço. A Serena perdeu a cabeça e puxou por ângulos que nunca devia ter puxado. Tentarem fazer disto um problema de sexismo ou racismo está para além da minha compreensão”, escreveu Seabra.


Fonte:Gazeta Esportiva
 
Back To Top