Meia-atacante Guilherme Biteco do Paraná Clube passa por momentos mais dificil da sua carreira - Atividade Esporte News
⚽Notícias

04 setembro 2018

Meia-atacante Guilherme Biteco do Paraná Clube passa por momentos mais dificil da sua carreira

O meia-atacante Guilherme Biteco é um atleta diferenciado do Paraná Clube,mais ultimamente talismã da torcida paranista vem enfrentando constante lesões na sua carreira desde que chegou ao Paraná Clube,o TribunaPR levantou uma matéria sobre o jogador Biteco. 

Desde o início do ano passado, uma das questões mais levantadas entre os torcedores do Paraná Clube é a seguinte: quando o Biteco volta? Não é à toa. Quando esteve em campo com a camisa vermelha, azul e branca, o meia-atacante mostrou ser diferenciado. Quem esteve no estádio Couto Pereira, no dia 24 de maio de 2017, sabe muito bem o que estamos querendo dizer. Foi a vitória sobre o Atlético-MG pela Copa do Brasil.

Naquela noite, Guilherme Biteco foi rei. Ali foi o auge do jogador pelo Tricolor. Meses depois, em setembro, o meia-atacante foi convidado pela equipe da Tribuna para uma entrevista exclusiva em nossa redação. De chinelos e com uma ‘bola’ no tornozelo, o atleta estava feliz e confiante. Ele se recuperava de uma contusão que o tirou dos gramados em junho.

Quando já estava na reta final do tratamento da lesão no tendão de Aquiles, Biteco teve que ser submetido a uma nova cirurgia. Desta vez, o problema era no joelho. Uma contusão parecida com a que teve no passado, quando ainda vestia a camisa do Ceará. Aliás, antes de ser emprestado ao Paraná, o meia-atacante já tinha ficado cerca de um ano parado por causa das dificuldades enfrentadas no departamento médico do Vozão.

Apesar de ficar muito tempo no DM em 2017, Guilherme Biteco ainda tinha um fator positivo ao seu lado. O torcedor paranista. O jogador era tratado como um talismã do Tricolor – mesmo tendo jogado muito pouco na campanha que coroou o acesso à elite do futebol brasileiro no ano passado.

Em 2018, a expectativa era outra. Biteco, enfim, teria tempo suficiente pra se recuperar e ser ‘o cara’ do Tricolor na disputa da Série A. Mas, novamente a história foi outra. Ele fez a sua estreia somente no fim de maio, no clássico contra o Atlético, na Vila Capanema. Depois, entrou na derrota para o Vasco da Gama no decorrer da partida, para, na sequência, desencantar com o gol feito frente ao Fluminense, em Curitiba.

No jogo contra o Cruzeiro, ele também entrou no segundo tempo e ajudou o time a conquistar o empate antes da pausa para a Copa do Mundo. E aí veio o castigo. Enquanto muitos torcedores aguardavam por um Biteco 100% pronto no período pós-Mundial, a ‘parada’ foi outra. O atleta se reapresentou com uma lesão muscular e a história começou a se inverter. O meia-atacante já não era mais tão querido pela torcida.

Nas redes sociais, memes já circulavam com a foto do jogador com um jaleco de médico – fazendo referência ao longo período em que Biteco tem ficado no DM. Tanto que, o atleta desabafou recentemente pelas redes sociais. “Não estou no Paraná por dinheiro”, escreveu.

O retorno aos gramados aconteceu contra o São Paulo, na abertura do segundo turno, na Vila Capanema. Em 43 minutos em campo, o jogador quase deixou a sua marca, tomou um cartão amarelo que o tiraria da próxima partida e, pior, se lesionou novamente. E agora?

A Tribuna procurou o Paraná Clube para responder a pergunta mais feita pelos torcedores neste um ano e meio. A resposta é que Guilherme Biteco inicia os trabalhos de transição na próxima quinta-feira. Mas quando ele estará em campo de fato? E mais, quando Biteco estará 100%? Será que a torcida paranista terá tanta paciência com o talismã? Só o tempo dirá.

Postar um comentário

Atividade Esporte News
Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente,opine,se expresse! este espaço é seu!

 
Back To Top