Vettel se recupera de erro, quebra recorde e lidera 1-2 da Ferrari no TL3 em Singapura - Atividade Esporte News
⚽Notícias

15 setembro 2018

Vettel se recupera de erro, quebra recorde e lidera 1-2 da Ferrari no TL3 em Singapura

Sebastian Vettel se recuperou do erro cometido na noite de sexta-feira e comandou o último treino livre em Marina Bay e com direito a novo recorde da pista: 1min38s054. Kimi Räikkönen liderou a dobradinha de uma Ferrari que sobrou neste fim de tarde

Sebastian Vettel (Foto: AFP)
Sebastian Vettel ratificou a supremacia da Ferrari em Marina Bay e liderou o terceiro treino livre do GP de Singapura no fim da tarde deste sábado (15). O tetracampeão se recuperou do erro cometido na sessão da noite de sexta-feira, quando bateu de leve no muro e perdeu tempo de pista. Desta vez, contudo, não houve problema algum. Ao contrário, o alemão fez uma volta perfeita para registrar o novo recorde da pista, quebrando a marca estabelecida por Kimi Räikkönen no TL2: 1min38s054, comprovando o poderio da escuderia italiana, que desponta como favorita à pole-position logo mais, às 10h (horário de Brasília).

Räikkönen manteve a boa performance da Ferrari, embora tenha sido 0s362 mais lento que Vettel. O 'Homem de Gelo' completou a dobradinha de Maranello, enquanto Lewis Hamilton anotou o terceiro melhor tempo. Contudo, a diferença entre a marca do piloto da Mercedes para Vettel foi bastante considerável: 0s504. Valtteri Bottas colocou o segundo carro da Mercedes em quarto lugar.

A Red Bull cumpriu uma programação diferente de Mercedes e Ferrari na maior parte da sessão e dedicou o tempo de pista a simulações com pneus macios com Max Verstappen e Daniel Ricciardo. Apenas no fim, os taurinos calçaram os hipermacios para um último trecho na pista. Resultado: quinto tempo para Ricciardo, seguido de perto pelo seu companheiro de equipe, que reclamou muito do motor Renault. A dupla ficou mais de 1s atrás de Vettel, escancarando toda a força da Ferrari para a definição da pole-position.

Romain Grosjean foi o 'melhor do resto' desta vez e finalizou em sétimo lugar, seguido por Esteban Ocon e Sergio Pérez. Fernando Alonso colocou a McLaren em décimo lugar horas antes da definição do grid de largada.

Saiba como foi o terceiro treino livre em Singapura


Com a temperatura ambiente em 30ºC e de 34ºC no asfalto, Marcus Ericsson puxou a fila na abertura do último treino livre antes da sessão classificatória em Singapura no fim da tarde deste sábado. Os primeiros minutos do treino foram dedicados pelas equipes às voltas de instalação e checagens do carro e da pista.

O primeiro piloto a marcar volta rápida neste sábado foi o protagonista da sexta-feira. Kimi Räikkönen abriu o treino com 1min40s012 com pneus hipermacios. Em seguida, por apenas 0s004, Vettel superou seu companheiro de equipe para assumir a ponta provisória. Mas era apenas o princípio da sessão. O alemão quase repetiu o ocorrido no segundo treino e ficou muito perto de tocar no muro antes da última curva do circuito.

O treino só começou a esquentar quando as Mercedes começaram a acelerar em Marina Bay. Mas tanto Valtteri Bottas como Lewis Hamilton deixaram os boxes com pneus macios, os mais lentos do fim de semana, e abriram os trabalhos com tempos muito acima em relação às Ferrari, indicando uma programação bem distinta. A melhor marca das Flechas de Prata neste stint ficou com Bottas, que registrou 1min41s975, quase 2s acima dos tempos da Ferrari, mas com uma diferença considerável em razão dos pneus.

Sem tempos significativos da Mercedes e ainda sem a presença dos carros da Red Bull, Esteban Ocon despontou com o terceiro melhor tempo, seguido por Romain Grosjean e Pierre Gasly quando restavam 38 minutos para o fim da sessão.

Pouco depois, Daniel Ricciardo deixou os boxes com pneus macios. A Mercedes finalizava os trabalhos com os compostos amarelos em uma sessão bastante morna, enquanto a McLaren tinha Fernando Alonso provisoriamente em quinto lugar, quatro posições à frente de Stoffel Vandoorne. Ocon continuava em terceiro, seguido pelo companheiro de equipe Sérgio Pérez.

A Ferrari, que adotou os hipermacios como escolha predominante de pneus para o fim de semana, levou novamente Vettel à pista para outro stint para a simulação em ritmo de classificação. E foi uma volta perfeita: Seb cravou o novo recorde de Marina Bay ao cravar 1min38s054, provando a força da Ferrari.

E Max Verstappen, último dentre os pilotos a marcar tempo, fez uma boa primeira volta com os pneus macios para escalar a terceira posição com 1min40s826. Mesmo com uma boa volta, o holandês queixava-se de um ruído estranho no motor, acendendo o sinal de alerta na Red Bull. Räikkönen, por sua vez, fazia outra volta rápida com os hipermacios. O 'Homem de Gelo' melhorou seu tempo, mas ficou a 0s362 de Vettel.

Já na parte final da sessão, as Mercedes foram à pista com os hipermacios. Hamilton, mesmo reclamando de altas temperaturas no assento do seu cockpit, fez uma volta bem razoável, com direito à melhor parcial no segundo setor, e subiu para terceiro, mas distante 0s725 de Vettel. Bottas, na sequência, virou 0s041 mais lento em relação a Hamilton. O britânico, pouco depois, melhorou seu tempo para registrar 1min38s558, ainda bem distante na comparação com Vettel. Bottas aparecia em quarto, enquanto Romain Grosjean completava o top-5.

Apenas nos minutos finais a Red Bull mandou seus pilotos à pista com pneus hipermacios. Ricciardo subiu para quinto na tabela de tempos, seguido por Verstappen. Mas a diferença em relação a Vettel foi enorme, acima de 1s, escancarando o quanto a Ferrari vem muito forte para a definição do grid de largada logo mais.



Fonte:Grande Premio
 
Back To Top