Avaí vence confronto direto com o Goiás assume vice-liderança da Série B - Atividade Esporte News
⚽Notícias

26 outubro 2018

Avaí vence confronto direto com o Goiás assume vice-liderança da Série B

Foto: Reprodução/Pay Per View
Vitória que autoriza o Avaí a fazer do sonho do acesso um desejo próximo de ser alcançado. Jogando fora de casa, no Olímpico Pedro Ludovico, o Leão ganhou o confronto direto com o Goiás com autoridade: 3 a 0. Resultado que impulsiona o time azurra à vice-liderança da Série B do Campeonato Brasileiro e que homenageia — ainda melhor que o minuto de silêncio antes de a bola rolar, o ex-presidente Fernando Bastos, que morreu no dia do confronto válido pela 33ª rodada.

O próximo compromisso pelo acesso azurra está marcado para as 16h30min do próximo sábado. Na Ressacada, e com apoio da torcida, a equipe recebe o Londrina, que vive ascensão na competição. O Goiás tem outro catarinense em seu caminho. Às 19h15min de quinta-feira estará no Heriberto Hülse para embate ante o Criciúma.

O jogo

Daniel Amorim no comando do ataque em vez de Jones Carioca, diferente do esperado. Nas outras posições, o Avaí foi o mesmo de antes da viagem ao Pedro Ludovico. E foi certeiro logo cedo. No primeiro minuto de jogo, contando com indecisão da defesa da casa, a bola apareceu para Getúlio diante Marcos. Ele bateu sob marcação, mas o goleiro deu rebote. Na segunda, o atacante não perdoou: emendou para as redes e abriu do placar. Celebração prolongada, porque aos cinco o Leão ampliou. Desta vez Getúlio tomou a bola no meio de campo, quando o Goiás tentava sair ao ataque, e fez a diagonal precisa para Renato. Ele ficou na cara do arqueiro e com um toque sutil desviou para o barbante. Foi o segundo tento azul e branco.

Com boa vantagem, o Avaí recuou e aí sim fez o jogo que se presumia: marcar, suportar o rival e tentar uma escapada. O Goiás chegava apenas em arremates de longe. Em um deles, Caique Sá mandou rasteiro e Kozlinski se esticou no chão para dar o tapa para fora. Aos 24 o Leão conseguiu uma descida que quase terminou em gol. Matheus Barbosa botou para Guga ir no fundo e cruzar rasteiro para trás. A finalização de Daniel Amorim só não entrou porque David Duarte conseguiu o corte no instante seguinte. Os esmeraldinos forçaram também nos levantamentos na área. O goleiro azurra pareceu intranquilo em alguns lances, mas não comprometeu. Antes do fim da etapa, Daniel Amorim perdeu chance clara ao furar a finalização sozinho diante das redes. Na sequência, a bola sobrou para o jogador, depois de toque em jogador adversário. Ele botou dentro, mas a arbitragem anulou – e errou na marcação.

Porém, o centroavante não perdeu a primeira chance que teve depois do intervalo. Aos três do segundo tempo, Renato foi no fundo e botou para Daniel Amorim apenas cutucar e ampliar. Cinco minutos, a resposta verde foi em cabeçada de Lucão que saiu do alcance de Kozlinski e ficou na trave. Passados 15 minutos, o Goiás já havia feito as três alterações, com jogadores mais ofensivos e desmontando o meio de campo. Havia espaço, mas o Avaí não se afobava ainda que seguisse presente no campo de ataque. Felipe Gedoz, que entrara instantes antes. levou perigo em pancada de fora de área que Kozlinski foi no cantíssimo para espalmar, aos 20.

Na metade da etapa complementar, o Avaí passou pela primeira mudança. Jones Carioca entrou na vaga de Daniel Amorim e o time seguia no campo ofensivo para não deixar o Goiás sequer esboçar  reação. Depois entrou André Moritz, quando não havia mais jogo. A partir dos 35 minutos, até os atletas de verde esperavam pelo término da partida que alçou o Leão ao segundo lugar da Série B e deu o troco pela eliminação na Copa do Brasil.  

FICHA TÉCNICA - Goiás 0 x 3 Avaí
GOIÁS
Marcos; Caíque Sá, David Duarte, Edcarlos e Ernandes; Gilberto, Giovanni (Felipe Gedoz) e Renato Cajá (Tiago Luis); Michael, Robinho (Júnior Viçosa) e Lucão. Técnico: Ney Franco.
AVAÍ
Kozlinski; Guga, Marquinhos Silva, Betão e Igor Fernandes (Iury); Judson, Matheus Barbosa e Pedro Castro; Renato, Daniel Amorim (Jones Carioca) e Getúlio (André Moritz). Técnico: Geninho.

GOLS: Getúlio, a 1 do primeiro tempo, Renato, aos 5 do primeiro tempo, e Daniel Amorim, aos 3 do segundo tempo (A).
CARTÕES AMARELOS: Getúlio (A). Giovanni e Lucão (G)

ARBITRAGEM: Caio Max Augusto Vieira, auxiliado por Jean Marcio dos Santos e Vinicius Melo de Lima (trio do RN).
BORDERÔ: 12.160 torcedores para uma renda de R$ 190.880. 
LOCAL: Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia. 


Fonte:DC
 
Back To Top