CSA cria pouco, deixa espaços e perde para a Ponte Preta no Rei Pelé - Atividade Esporte News
⚽Notícias

12 outubro 2018

CSA cria pouco, deixa espaços e perde para a Ponte Preta no Rei Pelé

Pei Fon / Portal TNH1
A Ponte Preta dominou o jogo contra o CSA nesta sexta-feira (12), no Estádio Rei Pelé, pela 31ª rodada da Série B. Mortal no contra-ataque, a Macaca marcou com Matheus Vargas no primeiro minuto de jogo e Danilo Barcelos ampliou aos 38' também do primeiro tempo. O zagueiro Matheus Lopes ainda diminuiu para o CSA aos 45' da etapa final. Após o duelo, o atacante Victor Rangel, do time de Campinas, tomou um vermelho por ter agredido em Matheus Lopes, de acordo com a arbitragem. 

Com o revés, o Azulão se mantém na terceira colocação da Série B, com 50 pontos, podendo ser ultrapassado pelo Avaí na sequência da rodada. Já a Macaca conquistou a segunda vitória consecutiva, chegou aos 43 pontos e pulou para a 8ª colocação. 

Próxima rodada

O CSA viaja para enfrentar o Coritiba no Couto Pereira, na terça-feira (16), às 19h15. A Ponte joga em casa contra o Figueirense na sexta-feira (19), às 21h30.

Jogo de um time só

A Ponte Preta não tomou conhecimento do CSA e foi para cima. Logo no primeiro minuto, Matheus Vargas aproveitou cruzamento de Igor e estufou a rede azulina, sem chances para o goleiro Lucas Frigeri. Foi um balde de água fria. O Azulão não desanimou e povoou o campo de defesa adversário, mas tinha dificuldade no toque final, seja para o cruzamento na área, seja para chutar a gol.

A primeira chance do Azulão só surgiu aos 22'. Pio cobrou falta com categoria e Alemão mandou para o fundo da rede. Só que o atacante utilizou a mão e o juiz anulou o gol azulino, amarelando o jogador no combo. Com muitos passes errados, o caminho ficou pavimentado para a estratégia de contra-ataque dos visitantes. Aos 32', André Luís disparou pela esquerda, entrou na área e chutou cruzado, obrigando Frigeri a espalmar para escanteio. Aos 38', mais um contragolpe mortal. Em um 3x2, André Luís carregou a bola e ajeitou para Danilo Barcelos bater colocado e ampliar o marcador. 

Na reta final da primeira parte, André Luís tabelou com Tiago Real e chutou fraco, facilitando a defesa de Frigeri. O Azulão respondeu um minuto depois. John Cley tentou cruzar e a bola ia na direção do gol. Ivan se esticou todo e impediu a bola de entrar. Foi o último lance perigoso da primeira metade.

Azulão diminui

Marcelo Cabo mexeu duas vezes no intervalo. Rubens e Hugo Cabral entraram na equipe para reforçar o ataque da equipe. Fechadinha, a Ponte Preta tinha a vantagem no marcador e não se preocupava em subir. As dificuldades de criação persistiram no CSA. Aos 8', Juan precisou experimentar de fora da área e ganhou escanteio. As chances só surgiam de jogadas bem afastadas do gol. 

Aos 17', foi a vez da Macaca mostrar veneno. Danilo Barcelos cobrou falta tentando encobrir Lucas Frigeri que, atento, deu um tapa e cortou. Os donos da casa continuaram deixando espaços e a Macaca só não ampliou o placar por capricho. O CSA ainda diminuiu aos 45': Daniel Costa cobrou falta na área e o zagueiro Matheus Lopes, de carrinho, marcou para o Azulão. O time marujo tentou uma pressão no final, mas era tarde. Sem tempo para buscar o empate, o duelo acabou com a vitória por 2 a 1 da Ponte Preta.

FICHA TÉCNICA
CSA 1 X 2 PONTE PRETA
Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)
Data: 12 de outubro de 2018
Horário: 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR)
Assistentes: Luciano Roggenbaum (PR) e João Fabio Machado Brischilari (PR)
Cartão Amarelo: 
Pio, Alemão e Juan (CSA);Reginaldo e Matheus Vargas (Ponte Preta)
Cartão Vermelho: –
Gols: 
PONTE PRETA: Matheus Vargas, a 1 minuto, e Danilo Barcelo, aos 38 do 1º tempo; CSA: Matheus Lopes, aos 45 minutos do 2º tempo
CSA: Lucas Frigeri; Celsinho, Leandro Souza, Matheus Lopes e Rafinha (Hugo Cabral); Yuri, Jhon Cley (Daniel Costa) e Pio; Neto Berola, Alemão (Rubens) e Juan
Técnico: Marcelo Cabo
PONTE PRETA: Ivan; Igor Vinícius, Reginaldo, Renan Fonseca e Danilo Barcelos; João Vitor, Lucas Mineiro, Matheus Vargas (Bruno Ramires) e Tiago Real (Roberto); Júnior Santos e André Luís (Victor Rangel)
Técnico: Gilson Kleina

Fonte:Portal TNH1
 
Back To Top