CSKA aproveita erro de Kroos no início e vence o Real Madrid em Moscou - Atividade Esporte News
⚽Notícias

02 outubro 2018

CSKA aproveita erro de Kroos no início e vence o Real Madrid em Moscou

Foto:Mladen ANTONOV/AFP
O CSKA conquistou uma surpreendente vitória na tarde desta terça-feira, em partida válida pela Liga dos Campeões. Recebendo o Real Madrid no estádio Luzhniki, palco da final da Copa do Mundo, os russos abriram o placar logo no primeiro minuto com Vlasic, aproveitando um erro crasso de Toni Kroos, e seguraram o resultado até o final, saindo de campo com 1 a 0, primeiro triunfo na competição que os deixa na liderança do Grupo G.

Escalando o Real Madrid sem cinco titulares (Sergio Ramos, Marcelo, Modric, Isco e Bale), o técnico Julen Lopetegui apostou na força de seu elenco para voltar de Moscou com mais um resultado positivo na bagagem após a convincente estreia diante da Roma, que foi superada por 3 a 0. O que foi visto no estádio Luzhniki, contudo, foi bem diferente de qualquer domínio merengue. Bastante disciplinados taticamente e cirúrgicos nas poucas vezes que chegaram ao gol, os donos da casa surpreenderam até mesmo o mais otimista de seus torcedores e conquistaram a primeira vitória na competição.

O CSKA volta a entrar em ação pela Liga dos Campeões no próximo dia 23 de outubro, às 16h (de Brasília), contra a Roma, fora de casa. O Real Madrid, por sua vez, encara o Viktoria Plzen, no mesmo dia e horário, no Santiago Bernabéu.

O jogo – O CSKA surpreendeu o Real Madrid logo no primeiro minuto de jogo. Contando com o estádio Luzhniki completamente lotado, os donos da casa abriram o placar instantes após o apito inicial. Kroos, ao tentar recuar, acabou entregando a bola de presenta para Vlasic, que conseguiu fugir da marcação de Varane e finalizar de forma certeira, vencendo o goleiro Navas.

Nos primeiros 15 minutos os russos mantiveram a ousadia e até mesmo estiveram perto de ampliarem em Moscou. Aos 13, por exemplo, Chavlov recebeu bom passe de Dzagoev na área, mas atrasou o arremate e quando decidiu, de fato, finalizar, foi travado por Nacho. Depois, foi a vez de a zaga do CSKA ganhar dos defensores do Real Madrid no alto após cobrança de escanteio e mandar a bola rente ao travessão.

Daí em diante só deu Real Madrid. O time comandado pelo técnico Julen Lopetegui armou uma verdadeira blitz próxima à área rival. Quando não dava para entrar no território russo com a bola no chão, cabia aos atuais campeões europeus arriscarem de longe. Aos 27, Casemiro carimbou a trave direita de Akinfeev ao experimentar de longa distância. Antes do apito final, Benzema foi outro a ficar com o grito de gol entalado na garganta ao cabecear o cruzamento vindo da direita no travessão, tendo de se contentar com a desvantagem parcial.

Segundo tempo

Na etapa complementar o CSKA não perdeu o foco e com uma postura ainda mais defensiva, apostando descaradamente apenas no contra-ataque, seguiu dificultando a vida dos atuais campeões europeus, desesperados em busca do empate. Diante do ferrolho moscovita, restou ao técnico Julen Lopetegui apelar para o banco de reservas e colocar Luka Modric, até então poupado, na vaga de Casemiro e o atacante Mariano no lugar de Lucas Vázquez.

Sem o mesmo poder de fogo que todos estão acostumados a ver, o Real Madrid passou a ter um jogo mais cadenciado, trocando passes entre as duas intermediárias à procura de algum espaço para infiltrar na defesa adversária. O tempo foi passando, mas a tônica da partida não mudou. Bola para um lado, bola para o outro, e nada. Restando nove minutos para o fim do tempo regulamentar, Ceballos, da esquerda, decidiu testar Akinfeev e obrigou o goleiro russo a fazer importante defesa em chute cruzado, no cantinho, mas a dinâmica de jogo madridista não passava de lampejos.

Antes do apito final, o atacante Mariano se juntou a Casemiro e Benzema na lista de jogadores que pararam na trave de Akinfeev. Em jogada pela direita, Odriozola cruzou na medida para o camisa 7 do Real Madrid testar firme, no cantinho, e ver a bola caprichosamente parar no poste direito do goleiro rival. Sem mais tempo para qualquer coisa, coube ao maior vencedor da Liga dos Campões se contentar com o frustrante revés em Moscou.

Roma x Viktoria Plzen – Já em Roma, nada de surpresas. Recebendo o Viktoria Plzen, da República Tcheca, o time giallorossi não deu brechas para o azar e tratou de aplicar uma goleada de 5 a 0 no Estádio Olímpico de Roma. Os gols foram marcados por Dzeko (3), Cengiz Under e Justin Kluivert, filho de Patrick Kluivert, holandês que defendeu grandes clubes do futebol mundial, como Barcelona e Milan.

Com o resultado, a Roma foi aos mesmos três pontos do Real Madrid no Grupo G e só está na terceira colocação por ter sofrido mais gols que os espanhóis. Na próxima rodada, o time italiano encara o CSKA Moscou, enquanto o Viktoria Plzen visita Modric, Kroos e companhia no Santiago Bernabéu.


Fonte:Gazeta Esportiva
 
Back To Top