Enderson quer Fonte Nova lotada contra o CAP; “É sempre um confronto muito difícil" - Atividade Esporte News
⚽Notícias

23 outubro 2018

Enderson quer Fonte Nova lotada contra o CAP; “É sempre um confronto muito difícil"

Fotos: Cláudia Sandes
Na véspera da partida decisiva contra o Atlético-PR, o técnico Enderson Moreira concedeu entrevista coletiva na sala de imprensa do Fazendão. O treinador falou sobre as dificuldades do jogo contra o time paranaense.

“É sempre um confronto muito difícil. Com certeza, foi a equipe que mais nos colocou em dificuldade jogando dentro dos seus domínios. Tivemos muita dificuldade, não estivemos bem. Não conseguimos jogar o jogo que estamos acostumados a fazer. Expectativa de um confronto equilibrado e como aconteceu contra o Botafogo, pode ser decidido em um lance, em uma bola parada”, comentou.

Enderson sabe que a torcida Tricolor pode ser um diferencial em um jogo tão equilibrado. O técnico convocou a torcida pra lotar a Fonte Nova e quer fazer história no clube, classificando o Esquadrão de Aço para a semifinal de uma competição internacional pela primeira vez.

“A gente precisa fazer um jogo equilibrado. É um confronto de 180 minutos. Provavelmente não vai ser definido nos primeiros cinco, dez minutos. Precisamos saber jogar com inteligência, pressionando o Atlético-PR na medida que a gente puder. Precisamos da energia do nosso torcedor, estamos pegando sequência de jogos desgastante. É claro que eles querem sempre os três pontos e nós lutamos para isso sempre. Isso não tem faltado em jogo algum. Temos competido até o último minuto. Isso muito em função da energia do nosso torcedor. Tem 18 mil ingressos vendidos, mas espero que daqui a pouco tenha 30, 35 mil. A nossa vontade é fazer história no clube, conquistar uma vaga na semifinal, que seria muito importante para nós, para o clube, que vive esse momento de retomada. As coisas ruins que acontecem com a gente têm que servir para alguma coisa. E acho que o Bahia aprendeu muito e busca um caminho que vai dar muitos frutos ainda”, argumentou.
 
Back To Top