No Japão, Márquez tem primeira chance de conquistar pentacampeonato na MotoGP - Atividade Esporte News
⚽Notícias

18 outubro 2018

No Japão, Márquez tem primeira chance de conquistar pentacampeonato na MotoGP

EFE/EPA/Rungroj Yongrit
O espanhol Marc Márquez, da Honda, terá neste fim de semana a primeira chance de conquistar pela quinta vez na carreira o título da MotoGP, no Grande Prêmio do Japão, que será disputado no circuito de Motegi, onde o principal astro da categoria na atualidade só venceu em 2016.

O dono da moto de número 93 lidera a competição com 271 pontos, 77 de frente para o italiano Andrea Dovizioso, da Ducati, e 99 distante de outro representante da Itália Valentino Rossi, da Yamaha, que está fora da disputa, na prática.

Para se sagrar campeão na madrugada deste domingo (horário de Brasília), Márquez só depende de si, já que basta terminar a prova na frente do segundo colocado na tabela. Caso fique atrás do rival, não poderá permitir que ele reduza a diferença em três pontos ou mais na corrida.

Depois do GP do Japão, se não arrebatar o troféu, o espanhol ainda estará em situação confortável no Grande Prêmio da Austrália, que acontecerá sete dias depois, no circuito de Phillip Island. Na sequência, a MotoGP passará por Malásia, até chegar na etapa final, na Comunidade Valenciana, na Espanha.

Em Motegi, Márquez venceu uma vez na antiga categoria de 125 cilindradas, a atual Moto3, e uma pela Moto2, mas teve pouca sorte desde que alcançou a elite da motovelocidade mundial, já que só foi cruzar a linha na frente na quarta tentativa, em 2016. Ainda obteve três segundos lugares, em 2013, 2014 e 2017, e um quarto, em 2015.

Dovizioso, por sua vez, vem lutando com todas as armas para permanecer na briga pelo título. O piloto da Ducati vem de três pódios consecutivos, com a vitória em San Marino e as segundas posições em Aragón e Tailândia. O problema para o italiano é que o líder da temporada ganhou nestas duas etapas mais recentes.

No Japão, o dono da moto 04 sabe que, se vencer, adia a definição do título, que tenta conquistar pela primeira vez na carreira. Em terceiro na disputa, Rossi almeja, no máximo, ultrapassar o compatriota na tabela, em que aparece 22 pontos atrás.

Uma preocupação para os pilotos em Motegi é a chuva, comum na região neste período do ano. Vale lembrar que, o Grande Prêmio da Grã-Bretanha, que deveria ter acontecido no dia 26 de agosto, não aconteceu por causa das condições climáticas e de segurança.

Diferente do que acontece na categoria principal, nas Moto 2 e 3 não há possibilidade do título sair neste fim de semana. No nível imediatamente abaixo à elite da motovelocidade, o italiano Francesco Bagnaia, da VR46 Kalex, lidera com 259 pontos.

Logo atrás aparece o português Miguel Oliveira, da Red Bull KTM Ajo, com 237. Apesar da indefinição, a luta está restrita apenas aos dois, faltando quatro etapas para o fim da competição, já que o sul-africano Brad Binder, companheiro do vice-líder, tem só 157 pontos e já está fora da disputa.

Na Moto 3, os sete primeiros colocados têm chances matemáticas de erguer o troféu, no entanto, a briga deve se limitar aos três primeiros da classificação, o espanhol Jorge Martín, da Gresini Honda, que tem 204 pontos, e dois italianos, Marco Bezzecchi, da Prüstel KTM, que tem 178, e o companheiro de equipe do líder, Fabio Di Giannantonio, que tem 175.
 
Back To Top