Verstappen vence no México; Hamilton é pentacampeão da F1 - Atividade Esporte News
⚽Notícias

28 outubro 2018

Verstappen vence no México; Hamilton é pentacampeão da F1

Foto:AFP
Max Verstappen venceu o GP do México pelo segundo ano consecutivo, enquanto a quarta colocação foi mais do que suficiente para Lewis Hamilton garantir o pentacampeonato mundial na Fórmula 1.

Hamilton estava em quinto – posição que também lhe dava o título – a 10 voltas do final e foi beneficiado por mais uma quebra do motor Renault de Daniel Ricciardo.

Os pilotos da Ferrari, Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen, completaram o pódio. O alemão precisava vencer para adiar a conquista de seu rival da Mercedes.

Atrás da segunda Mercedes de Valtteri Bottas, Nico Hulkenberg (Renault) novamente foi o melhor do resto em sexto, seguido por Charles Leclerc (Sauber).
Foto:AFP

Stoffel Vandoorne obteve um bom oitavo lugar para a McLaren. Marcus Ericsson deu uma chegada dupla nos pontos para a Sauber em nono, com Pierre Gasly (Toro Rosso) fechando os 10 primeiros.

Logo na largada, Hamilton mostrou o porquê é um dos grandes nomes da Fórmula 1. Largando em terceiro, o britânico foi para cima e assumiu a segunda colocação. No entanto, a Mercedes sofreu muito com os pneus durante a prova e permitiu a aproximação dos adversários. O carro não andou como deveria e ele, com pilotagem muito cautelosa, acabou ficando fora do pódio. Na combinação de resultados, o segundo lugar de Vettel não foi suficiente.


Com o resultado, Hamilton entra para um grupo para lá de seleto: ele iguala Juan Miguel Fangio com cinco títulos e fica a dois troféus de igualar o heptacampeão, Michael Schumacher.

No apagar das luzes, Hamilton foi ousado e largou muito bem, colocando o carro entre as duas RBR. Verstappen, porém, fechou a porta e não cedeu a posição, assumindo a liderança da corrida. Por outro lado, Ricciardo largou mal  e caiu para o terceiro lugar, enquanto Vettel se manteve em quarto.

Logo na quinta volta, notícia triste para Fernando Alonso. Depois de toque com Ocon na largada, uma peça entrou no radiador do espanhol, tapando a entrada de ar e superaquecendo o motor Renault, fazendo com o espanhol abandonasse a prova.

Como era de se esperar, os pneus foram os protagonistas nas primeiras voltas. Hamilton foi o que mais sofreu e precisou parar logo na 12ª volta, colocando supermacios. Na sequência, foi parando nos boxes um atrás do outro. Depois que todos já haviam feito as trocas, tudo permaneceu igual, sem ultrapassagens.

Verstappen corrida tranquilo na ponta, abrindo mais de nove segundo para Hamilton. Ao mesmo tempo, o britânico da Mercedes começou a ver Ricciardo e Vettel se aproximarem. O australiano, porém, não chegou a ameaçar Hamilton e começou a sofrer pressão do alemão da Ferrari, que queria desesperadamente a terceira posição.

Na volta 35, Vettel aproveitou o tráfego na pista e enfim conseguiu a ultrapassagem sobre Ricciardo. E depois disso, o alemão foi para cima dele, Hamilton. Foi diminuindo drasticamente a diferença entre eles e conseguiu passar o rival, que sequer esboçou reação.

E o drama de Hamilton com os pneus continuava. Depois de perder a segunda posição, viu Ricciardo encostar. Na disputa entre eles, o britânico fritou os pneus e passou reto na curva, deixando Ricciardo passar a frente. Com os compostos já desgastados, ele precisou parar, assim como Vettel e Bottas, caindo para a quinta posição, enquanto o alemão da Ferrari ficou em terceiro, atrás do australiano da RBR.


A dez voltas do fim, triste fim para Ricciardo. Depois de largar na pole, ele ia garantindo lugar no pódio, mas precisou abandonar pela sétima vez no ano por problemas no motor. Com isso, Vettel ganhou a segunda posição, mas a diferença para Verstappen já era muito grande.

Grid final (Foto: Reprodução)


 
Back To Top