Atlético empata com o Vasco no último minuto - Atividade Esporte News
⚽Notícias

14 novembro 2018

Atlético empata com o Vasco no último minuto

Furacão possui o pior retrospecto como visitante na competição nacional

Foto: Thiago Ribeiro/Estadão Conteúdo.
Jogar fora da Arena da Baixada tem sido a pedra no sapato do Atlético neste Campeonato Brasileiro. Com a chance real de entrar no G6, o Furacão foi irregular mais uma vez, empatou com o Vasco por 1×1, na noite desta quarta-feira (14), em São Januário e fica com 47 pontos. O time atleticano volta a jogar fora de casa, desta vez diante do Vitória, outro time que está ameaçado pelo rebaixamento, em duelo que acontece neste sábado (17), às 19h, no Barradão, em Salvador.

Buscando entrar no G6 do Campeonato Brasileiro pela primeira vez, o Atlético foi pressionado nos minutos iniciais. O Vasco, próximo da zona de rebaixamento, colocou muita intensidade no começo do jogo e criou boas chances para abrir o placar. Aos 13, Thiago Galhardo cruzou, a defesa do Furacão parou e Kelvin, livre na área, cabeceou em cima do goleiro Santos. Na sequência, Galhardo lançou e Rildon, na cara do gol, perdeu a melhor chance do primeiro tempo.

O Atlético, aos poucos, conseguiu equilibrar a partida. A primeira grande chance do Furacão veio aos 23 minutos. Lucho González fez lançamento preciso para Marcelo Cirino, mas o atacante rubro-negro perdeu boa chance na cara do gol. Aos 29, Wellington arriscou de fora e o goleiro Fernando Miguel se esticou para fazer a defesa.

Com as saídas de Renan e Rildo, machucado, o Vasco sentiu e caiu de rendimento. Melhor, então, para o Atlético, que passou a controlar as ações da partida. Assim, o Furacão terminou a etapa inicial melhor. Aos 41, Nikão, na área, tabelou com Pablo, cruzou, mas ninguém chegou para marcar.

O jogo ficou mais aberto no segundo tempo. O Vasco passou a se expor um pouco mais e quase marcou. Aos 5 minutos, o goleiro Santos e o zagueiro Thiago Heleno bateram cabeça, Andrés Ríos roubou, mas bateu em cima do arqueiro atleticano. A resposta do Furacão foi rápida. Instantes depois, Pablo pegou o rebote e, dentro da área, chutou de primeira e mandou na trave.

O Vasco, a partir dos 15 minutos, aumentou a pressão em busca do primeiro gol. Kelvin arriscou de fora da área e o goleiro Santos fez grande defesa. Dois minutos depois, Thiago Galhardo cruzou e Thiago Heleno, ao tentar cortar, quase fez contra. O gol do time carioca veio aos 21 minutos. Pablo, atabalhoado, derrubou Andrés Ríos dentro da área. O ex-coxa-branca Thiago Galhardo cobrou bem a penalidade e abriu o placar em São Januário.

Depois do gol, o Atlético, que até então estava acuado, precisou sair um pouco de trás. O Vasco, por sua vez, mais desgastado, não conseguiu manter a pressão sobre o Furacão. O time atleticano foi para o tudo ou nada. Bruno Guimarães e Rony entraram nas vagas de Lucho González e Marcelo Cirino, mas o time rubro-negro esbarrava na boa marcação imposta pelo time cruzmaltino.

Com essa postura mais agressiva do Atlético, quem quase marcou foi o Vasco. Aos 30, Thiago Galhardo arrancou do meio de campo, ganhou de Léo Pereira e, na cara do gol, bateu em cima do goleiro Santos. Mesmo com mais posse de bola, o Furacão não conseguia criar chances reais de marcar. Raphael Veiga, aos 33, mandou para fora. O Furacão seguiu no tudo ou nada no final e chegou ao empate com o zagueiro Léo Pereira, aos 49 minutos, após bate rebate na área do Vasco. Gol muito festejado pelos atleticanos e que calou a Colina.

BRASILEIRÃO
2º Turno – 34ª Rodada
Vasco 1×1 Atlético

Local: São Januário (Rio de Janeiro-RJ)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (RS) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)
Gols: Thiago Galhardo (VAS), 21 do 2º; Léo Pereira (CAP) aos 49 do 2ºT;
Cartão amarelo: Willian Maranhão
Público pagante: 20.212 pessoas;
Público presente: 20.917 pessoas;
Renda: R$ 306.340,00

Vasco
Fernando Miguel; Raul, Oswaldo Henríquez, Leandro Castán e Ramon (Henrique); Willian Maranhão, Andrey e Thiago Galhardo; Rildo (Giovanni Augusto), Kelvin (Desabato) e Andrés Ríos.
Técnico: Alberto Valentim

Atlético
Santos; Jonathan (Marcinho), Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington, Lucho González (Bruno Guimarães) e Raphael Veiga; Nikão, Marcelo Cirino (Rony) e Pablo.
Técnico: Tiago Nunes

Fonte:TribunaPR
 
Back To Top