Promessa do Furacão, Héracles anuncia aposentadoria aos 26 anos - Atividade Esporte News
⚽Notícias

13 novembro 2018

Promessa do Furacão, Héracles anuncia aposentadoria aos 26 anos

Jogador disputou 85 jogos com a camisa do Atlético (Divulgação/CAP)
Era para ser apenas mais uma partida do Avaí na Série B do Campeonato Brasileiro de 2013, a 32ª rodada da competição. Porém, a carreira e a vida do lateral Héracles começaram a mudar naquele dia 25 de outubro de 2013, após uma forte entrada do meia Graxa, do Bragantino, em seu joelho esquerdo. Nesta terça-feira, com apenas 26 anos, após tentar retornar sua carreira, o jogador anunciou sua aposentadoria precoce.

No lance, três dos quatro ligamentos do joelho rompidos. As notícias da época levantaram até mesmo o risco de amputação caso a artéria tivesse sido atingida. A partida daí um calvário, com cirurgia, meses de fisioterapia, dor, mas também muito apoio da família e do clube que o revelou para ao futebol, o Atlético Paranaense, que deu todo o suporte para a complicada operação e, principalmente, recuperação no pós-operatório.

“O Atlético foi 1000%. Fiz as cirurgias com um dos melhores especialistas em joelho do Brasil, Dr. René Abdalla. O clube me deu todo suporte com a cirurgia e também com a fisioterapia. Sou muito grato ao clube e a todos os fisioterapeutas do clube, pois se dedicaram incansavelmente para me recuperar”, agradeceu o agora ex-atleta, que mesmo nascido em Caucaia, no Ceará, em enorme ligação com o Rubro-Negro paranaense.

Héracles chegou ao Furacão com 13 anos de idade e foi na Baixada que teve toda sua formação como atleta, mas também pessoal, já que estava longe de casa em seus primeiros passos na carreira. “Foi através do Atlético que tive minha formação pessoal e profissional. Tive muitas experiências durante todo processo das categorias de base até chegar ao profissional. O clube sempre me deu todo suporte necessário. Foi toda estrutura e todos os profissionais do CAP que me fizeram superar toda saudade da família e seguir em busca do meu sonho”, contou.

O lateral apareceu muito jovem também no time profissional do Atlético-PR, e com apenas 17 anos estreou no time pelo Campeonato Paranaense de 2010, diante do Engenheiro Beltrão. Perdeu um pouco de espaço durante a temporada, voltou para a base, até conseguir engrenar novamente nos anos seguintes. “Aos 17 anos fiz meu primeiro jogo oficial como jogador profissional. Foi o Atlético que me deu essa oportunidade de realizar meu sonho. Também foi no Atlético que joguei o campeonato da Série A. Mesmo muito jovem, o clube acreditou em mim. Sou muito feliz por ter vivenciado lá todo o processo de formação até a minha profissionalização”, afirmou.

(Divulgação/Avaí)
Emprestado ao Avaí em 2013, o jogador disputou 18 partidas pelo clube catarinense até sua lesão. Após a recuperação, a tentativa de retomar a carreira foi dura, passando por Joinville, novamente na capital paranaense defendendo as cores do JMalucelli, e finalmente o Ypiranga de Erechim, em 2017, seu último clube. Sem conseguir o mesmo ritmo e enfrentando problemas físicos, Héracles decidiu amadurecer a ideia de encerrar sua carreira durante esse ano, até tomar a decisão final. Agora, espera definir qual rumo seguirá daqui para frente, mas deixando em sua cara de despedida um agradecimento pelo sonho de ter chegado ao futebol profissional.

Confira a carta de despedida de Héracles:

Desde 2013 vinha tendo que lidar com uma lesão muito grave no joelho e uma fratura no tornozelo. Tive que tomar muitos remédios e enfrentar o stress e a pressão do tratamento. Por isso, acabei tendo uma desordem hormonal. Segui firme pelo meu sonho e superei estas adversidades. Depois de tudo isso, tentei retomar a minha carreira, mas sentia que não conseguia atingir o meu máximo.

Após um ano pensando nesta decisão junto com a minha esposa, achamos que era melhor eu encerrar a minha carreira profissional. Tenho a minha consciência muito tranquila. Fiz tudo que era possível para seguir atuando e saio de cabeça erguida. Também me sinto realizado. Aos 17 anos, fiz meu primeiro jogo como profissional. Fui convocado algumas vezes para a seleção brasileira de base e disputei os principais campeonatos do Brasil, desde a Série A até a Série C. Tive muitas conquistas e aprendizados. Por onde passei me entreguei de corpo e alma. Agora estou disposto a buscar novos rumos para a minha vida.

Gostaria de agradecer de uma forma muito especial à Deus e à minha esposa, que viveu comigo todos estes momentos de dificuldade e sempre esteve me apoiando. Ao meu empresário, Tiago Silva, que está presente na minha vida desde os meus 13 anos de idade e sempre me deu todo suporte e acolhimento. Ao Atlético Paranaense e todos os profissionais do clube, onde fui formado e me profissionalizei. Ao Avaí, que abriu as portas para mim e onde consolidei minha carreira. Aos médicos, Dr. Rene Abdala e a sua equipe, e Dr. Caio Nery e todos que trabalham com ele. Fica aqui o meu agradecimento aos dirigentes, torcedores, familiares e amigos que me apoiaram ao longo da minha carreira. Saí do Ceará com a meta de me tornar profissional, consegui realizar este sonho e viver intensamente cada minuto. Só tenho que agradecer a todos neste momento. Deixo aqui o meu muito obrigado.


Fonte:Gazeta Esportiva
 
Back To Top