Sábado, 23 de março de 2019
71 9 8135 4773
Campeonato Baiano

17/03/2019 às 09h47

107

Atividade Esporte News

Salvador / BA

Fora de casa, Bahia decide seu futuro no Campeonato Baiano contra o Jequié
Em crise dentro de campo e pressionado pela torcida, o Bahia joga todas as suas fichas no duelo deste domingo (17). O Tricolor enfrenta o Jequié, às 16h, no Waldomiro Borges.
Fora de casa, Bahia decide seu futuro no Campeonato Baiano contra o Jequié
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Com 12 pontos e no quinto lugar do Campeonato Baiano, o Bahia, maior campeão do estado, vive a possibilidade real de um vexame. A equipe comandada por Enderson Moreira enfrenta o Jequié, fora de casa, no estádio Waldomiro Borges. Nos 90 minutos, o triunfo é necessário. Ainda assim, um dos quatro primeiros colocados precisa tropeçar para que o Esquadrão de Aço avance para as semifinais.


A semana foi de crise no Fazendão. No último domingo (10), o Bahia empatou com o Vitória e a situação se complicou no estadual. Três dias depois, na quarta (13), derrota para o Sergipe e a crise se agravou. Mesmo assim, a diretoria optou por manter o técnico Enderson Moreira. 


De acordo com o presidente Guilherme Bellintani, a cúpula tricolor optou por manter o técnico em virtude dos resultados de 2018, pelo pouco tempo em 2019 e pela confiança no profissional.


"Eu primeiro acho que o normal no futebol brasileiro, um treinador com os resultados que temos, pela expectativa criada, normal seria o treinador perder o emprego. O Bahia tem procurado agir de forma diferente. Quando a gente analisa os resultados, o automático, se tivesse um presidente populista, a reação seria a demissão do treinador. Mas temos que olhar os motivos do problema. Se não fizer uma mudança na origem do problema, será inócua. O Bahia tem olhado para longo prazo, mesmo que isso custe um desgaste. Não tenho dúvida que uma decisão de permanência do treinador quando todos esperavam a demissão é responsabilidade minha. O normal, o habitual, seria o desligamento. Mas vou dar dois ou três motivos que me levaram pela permanência. Primeiro, o trabalho que fez ano passado. Sei que temos um elenco mais fortalecido este ano, mesmo perdendo peças importantes. O pouco tempo da temporada é a segunda coisa. Temos 60 dias da temporada. Muito pouco tempo para tomar uma decisão, mesmo diante dos resultados que estamos tendo. A terceira coisa é a análise geral do trabalho. De ponta a ponta, a gente vê e tenho conversado com cada um, a sensação unânime de que o trabalho é um dos melhores já feitos no Bahia nos últimos anos. Há um caminho para que os resultados venham. Naturalmente a manutenção de resultados ruins força a visão de que, se continuar, teremos que mudar. O Bahia tem diálogo frontal com as pessoas. O treinador sabe que vive de resultados, mas, no Bahia, se os resultados demoram para acontecer isso não gera necessariamente uma avalição precoce do trabalho", declarou.


 Além da palavra do presidente, os líderes do grupo tricolor se manifestaram em conjunto e pediram o apoio do torcedor para a partida decisiva. 


"Tenho mais tempo no Bahia e com propriedade eu posso falar. Não me recordo de um momento difícil do Bahia que sem o apoio a gente não tenha conseguido passar. Todos os momentos difíceis que passei a torcida esteve ao nosso lado e as coisas aconteceram. A gente sabe da importância da torcida. A gente está assumindo os erros, mas pede o apoio do torcedor", disse o zagueiro Lucas Fonseca.


Para o jogo, o Bahia não terá o volante Gregore, que segue se recuperando de uma lesão no ligamento colateral medial do joelho direito. Por outro lado, o volante Elton, o atacante Élber e o centroavante Fernandão estão treinando normalmente e estão entre os relacionados.


JEQUIÉ TAMBÉM LUTA


O Jipão não será um mero espectador no jogo. Para se livrar de qualquer chance de rebaixamento, a equipe comandada por Ricardo Silva precisa de um bom resultado. A semana de trabalho foi marcada por um entrevero entre os jogadores. A situação, no entanto, foi minimizada pelo presidente Leur Lomanto Júnior.


"Normal, isso faz parte do futebol. Mas já está tudo sob controle, já foi resolvido", afirmou em entrevista ao Bahia Notícias.


Na opinião de Ricardo, o cenário com o Bahia tranquilo seria melhor para o time da Cidade Sol.


“Obviamente que seria melhor um Bahia relaxado, mas vamos jogar para ganhar. É uma equipe grande e sempre irá entrar forte”, lamentou.


FICHA TÉCNICA


Jequié x Bahia


Campeonato Baiano - 9ª rodada


Local: Waldomiro Borges, em Jequié


Data: 17/03/2019 (domingo)


Horário: 16h


Árbitro:  Reinaldo Silva de Santana


Assistentes: Marcos Welb Rocha de Amorim e Paulo de Tarso Bregalda Gussen 


Jequié: Douglas; Maranhão, Wallace, João Neto (Léo Xavier) e Jorge; Buiú, Marcelo (Hebert), Douglas Camillo e Marcelinho; Gustavo e Pablo. Técnico: Ricardo Silva. 


Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Jackson, Lucas Fonseca e Moisés; Elton e Douglas Augusto; Artur (Élber), Ramires e Shaylon; Gilberto. Técnico: Enderson Moreira.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
E.C.BAHIA

E.C.BAHIA

Blog/coluna Tudo sobre o Bahia em um só lugar!
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium