Série B

Com dois golaços no 1º tempo, CRB bate Guarani no retorno da Série B

Galo domina o Bugre no primeiro tempo, cai de rendimento na etapa final, mas garante vitória no Rei Pelé

13/07/2019 00h50
Por: Redação AEN
117
Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas
Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Após um mês de paralisação para a disputa da Copa América no Brasil, o CRB retornou à Série B do Campeonato Brasileiro com vitória por 2 a 1 sobre o Guarani na noite desta sexta-feira (12), no Rei Pelé, em Maceió. Alisson Farias abriu o placar para o Galo, Michel Douglas empatou e Willie garantiu o triunfo regatiano ainda no primeiro tempo, na partida válida pela 9ª rodada da Segundona.

Com os três pontos, o Regatas agora tem 13 e pula para a sétima colocação, enquanto o Bugre segue em 19º, com apenas 5 pontos.

O CRB visita o Operário no sábado (20), às 19h, no Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa, no Paraná. Já o Guarani encara o Botafogo-SP no mesmo dia e horário, só que no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, São Paulo. 

Mal a bola rolou e o CRB mostrou que estava disposto a conquistar os três pontos, que não vinha há duas rodadas. A ideia de Chamusca em ter mobilidade no ataque, com Alisson Farias, Felipe Ferreira, Willians Santana e Willie deu certo e, logo aos seis minutos, o Galo abriu o placar. 

Farias recebeu passe do lado esquerdo da área, cortou o zagueiro e de perna direita e acertou um chutaço, no canto esquerdo do goleiro Jeferson: 1x0 CRB.

O gol não assustou o Bugre, que apesar de ter menos volume de jogo, assustou aos 10 minutos. Éder Luis recebeu na entrada da área em velocidade, soltou um canhão de perna direita e Edson Mardden espalmou com a ponta dos dedos para escanteio.

A falta de compactação das linhas do time de Campinas facilitava a proposta de jogo do Galo que, quatro minutos depois quase ampliou o marcador, se não fosse o goleiro Jeferson: Felipe Ferreira levantou no segundo pau, a zaga não afastou e Ferrugem emendou de perna direita, mas o arqueiro do Bugre fez uma defesa de pagar ingresso, salvando os paulistas.

Se Jeferson fazia milagre de um lado, Edson Mardden não deixava barato do outro, e fez valer seu status de "paredão" aos 16 minutos, quando Ricardinho aproveitou o pivô de Michel Douglas e bateu de primeira da entrada da área, obrigando o camisa 1 regatiano a tocar com a ponta dos dedos para fora.

Destaque da partida, o goleiro do Guarani voltou a brilhar aos 20 minutos. Willie avançou pelo lado direito, levantou a cabeça e encontrou Willians Santana livre na meia-lua da grande área. O atacante regatiano finalizou de chapa e Jeferson mergulhou no canto direito para salvar o Bugre.

Depois de quase meia hora de intensidade, o jogo caiu de rendimento, mas quando todos esperavam o intervalo, Michel Douglas tratou de colocar fogo na partida. Ele recebeu um cruzamento na medida de Diego Cardoso e sem marcação, cabeceou para o fundo do gol: 1x1.

Mas, antes que o torcedor do Bugre tivesse tempo de respirar, Willie tratou de recolocar o CRB na frente do placar, e também de cabeça. 

Felipe Ferreira avançou pelo lado direito, levantou a cabeça e, de trivela, colocou a bola na cabeça do atacante, que com muita categoria, colocou a redonda no cantinho esquerdo de Jeferson: CRB 2x1.

Na segunda etapa os times deixaram muito a desejar. Abusando de erros de passes e na falta de pontaria dos jogadores, a partida ficou sonolenta, chata e não lembrava em nada o que foi os 45 minutos iniciais.

Apesar da falta de efetividade do Guarani, o técnico Marcelo Chamusca percebeu que o jogo não estava mais nas mãos do CRB e logo tratou de modificar a equipe. Primeiro, ele colocou o atacante Hugo Sanches no lugar de Willians Santana, mas a alteração pouco ajudou.

O grande lance do segundo tempo saiu aos 19 minutos dos pés do volante Ferrugem. Ele apareceu na entrada da área do Bugre, finalizou com força e a bola passou raspando o ângulo superior direito de Jeferson. 

Temendo o jogo aéreo, Chamusca tirou Ferrugem e colocou o zagueiro Ewerton Páscoa em campo. Depois, tentando manter a velocidade nas extremidades, optou por Bryan na vaga de Alisson Farias, mas o placar não foi alterado. Fim de papo no Rei Pelé: CRB 2x1 Guarani.

CRB: Edson Mardden; Daniel Borges, Victor Ramos, Wellington Carvalho e Igor; Claudinei, Ferrugem (Ewerton Páscoa) e Felipe Ferreira; Willians Santana (Hugo Sanches), Alisson Farias (Bryan) e Willie.

Técnico: Marcelo Chamusca

Guarani: Jeferson; Lenon, Ferreira, Luiz Gustavo e Pablo Armero; Igor Henrique, Ricardinho e  Arthur Rezende (Badi); Éder Luis, Diego Cardoso (Deivid Souza) e Michel Douglas (Da Vó).

Técnico: Roberto Fonseca

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.